Carmen Jarspensen/EFE
Carmen Jarspensen/EFE

Alemanha goleia a Suécia e avança no Mundial Feminino

Alemãs enfrentam vencedora de França e Coreia do Sul nas quartas

Estadão Conteúdo

20 de junho de 2015 | 22h29

A Alemanha confirmou o favoritismo e goleou a Suécia por 4 a 1, neste sábado, em Ottawa, no Canadá, pelas oitavas de final do Mundial Feminino de futebol. As alemãs esperam agora nas quartas de final, em jogo na próxima sexta-feira, em Montreal, o seu adversário, que sairá do duelo entre França e Coreia do Sul neste domingo.

Os gols da Alemanha foram marcados por Celia Sasic, um em cada etapa, Anja Mittag e Dzsenifer Marozsan. Linda Sembrant fez o único gol sueco. Com os gols deste sábado, Sasic e Mittag contam com cinco na competição. "Fomos claramente o melhor time e por isso vencemos. Acredito que a Suécia jogou bem, mas não permitimos que elas fizessem muita coisa", declarou a técnica alemã Silvia Neid, que aproveitou para evitar insinuações de que seu time chegará fácil na final.

"Não será fácil. Jogamos bem mas não somos as campeãs do mundo ainda. Somos seres humanos, não robôs," alertou Neid. A Alemanha conquistou o Mundial nas edições de 2003 e 2007 e foi eliminada na última edição, em 2011, em casa, nas quartas de final.

A partida foi dominada pelas alemãs desde o início, até Montag abrir o marcador aos 24 minutos de jogo. Sasic ampliou aos 36, ainda no primeiro tempo. Ela faria mais um na etapa complementar. Sembrant descontou para a Suécia a quatro minutos do fim e Marozsan completou o placar aos 43 da etapa final. "A Alemanha foi um time muito bom e mereceu avançar," afirmou a técnica da Suécia, Pia Sundhage. "Lutamos e tentamos, mas não foi o suficiente, infelizmente", completou a sueca.

CHINA AVANÇA

No outro jogo deste sábado, a China suou para derrotar Camarões por 1 a 0 - gol de Shanshan Wang, aos 13 minutos do primeiro tempo -, em Edmonton, e também avançou às quartas de final. Sua próxima rival será quem passar de Estados Unidos e Colômbia, que jogam nesta segunda-feira, na mesma cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.