Alemanha critica planos de reformulação da Liga dos Campeões

Presidente da UEFA, Michel Platini, quer dar uma vaga na competição aos campeões das copas nacionais

EFE

26 de outubro de 2007 | 14h33

A Federação Alemã de Futebol (DFB, sigla em alemão) e a Liga Alemã de Futebol criticaram,nesta sexta-feira, os planos do presidente da Uefa, Michel Platini, para reformular a Liga dos Campeões. Platini quer dar uma vaga na competição aos campeões das copas nacionais dos países membros, o que é visto com reservas na Alemanha.   "A idéia de revalorizar as copas nacionais traz problemas às federações grandes. Não é preciso revalorizar estas competições. Não há motivo para mudanças em um torneio que funciona bem", disse o presidente da DFB, Theo Zwanziger.   Já o presidente da Liga Alemã de Futebol, Reinhard Rauball, defende que os terceiros colocados nos campeonatos nacionais, e não os campeões das copas, sejam os que tenham direito à vaga na Liga dos Campeões.   Caso a iniciativa de Platini obtenha maioria na Uefa, a DFB reformularia a Copa da Alemanha, atualmente disputada em eliminação direta em jogo único, e que costuma ter surpresas, com vitórias de times pequenos e de divisões inferiores sobre os grandes.   "Se formos obrigados a inscrever o vencedor da copa na Liga dos Campeões, pensaremos em reformas", disse Zwanziger.   Para o presidente da DFB, os primeiros três ou quatro colocados de uma competição da liga representam melhor o potencial do futebol do país do que o campeão da copa, já que esta competição está exposta a muitas eventualidades.

Tudo o que sabemos sobre:
Liga dos Campeões da Uefa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.