Christof Stache/ AFP
Christof Stache/ AFP

Alemanha e Bélgica vetam eventos esportivos de massa até 31 de agosto

Partidas de futebol não estão proibidas de acontecer, mas teriam que ser disputadas sem torcida

AFP, AFP

16 de abril de 2020 | 07h00

As multidões, incluindo em eventos esportivos, não serão permitidas na Alemanha e na Bélgica até pelo menos o dia 31 de agosto, anunciaram seus respectivos governos nesta quarta-feira, 15.

Isso não exclui a possibilidade da realização de partidas de futebol, inclusive as do Campeonato Alemão, se forem realizadas com portões fechados e sem público nas arquibancadas.

"Grandes eventos (incluindo aqueles relacionados ao esporte), que têm um papel importante na disseminação do vírus (COVID-19), continuarão sendo proibidos até 31 de agosto", anunciou a chefe do governo alemão, Angela Merkel, após uma reunião com os líderes dos dezesseis estados regionais de seu país.

Os torcedores, portanto, não teriam acesso aos estádios até pelo menos setembro. O chefe do governo da Baviera, Markus Söder, porém, insistiu no fato de que partidas com portões fechados continuam sendo uma opção.

"O Campeonato Alemão não foi tema da discussão de hoje. A própria Liga trabalha em condições de segurança e teremos que conversar sobre isso em breve, se as partidas com portões fechados serão possíveis e como", disse Söder.

O Campeonato Alemão, interrompido em meados de março, está suspenso até o dia 30 de abril. A maioria das equipes da elite retomou os treinos na semana passada. A Liga Alemã de Futebol (DFL) deve se reunir no dia 23 de abril em uma assembleia geral virtual para tratar de uma possível data de retomada e suas condições.

No caso da Bélgica, o governo do país anunciou nesta quarta-feira o veto a eventos de massa até a mesma data, 31 de agosto, o que afeta diretamente o esporte, principalmente o futebol e o ciclismo, populares no país. A conclusão do campeonato de futebol e o início da próxima edição teriam que ser com portões fechados.

No caso da temporada atual, o Conselho de Administração da Pro League (que organiza o Campeonato Belga) já sugeriu no início deste mês o encerramento do campeonato atual e, em 24 de abril, uma Assembleia Geral dos clubes profissionais foi convocada para uma eventual oficialização. O Bruges, líder no momento da interrupção do campeonato, pode ser oficialmente designado como campeão se o torneio for finalmente encerrado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.