Alemanha oferece ajuda ao Brasil por Copa de 2014

Ministro de Economia e Tecnologia quer empresas de seu país se associe com os organizadores do Mundial

AE-AP, Agencia Estado

31 de agosto de 2009 | 11h19

O ministro de Economia e Tecnologia da Alemanha, Karl-Theodor zu Guttenberg, ofereceu respaldo do governo e de empresas do seu país para ajudar o Brasil a organizar a Copa do Mundo de 2014.

"Nosso objetivo é associarmos diretamente as iniciativas nos setores de infraestrutura, organização e segurança entre outras áreas", explicou Guttenberg, no último domingo, em Vitória (ES), onde se reúne até terça-feira a comissão mista de cooperação econômica Brasil-Alemanha.

O político alemão discutiu o tema Copa do Mundo de 2014 durante mais de duas horas com o ministro brasileiro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, que afirmou que as empresas alemãs têm o "perfil adequado para ajudar o Brasil a apresentar a Copa que o País pretende realizar".

De acordo com Miguel Jorge, várias empresas alemãs apresentaram propostas para projetos de recuperação de estradas, aeroportos, modernização de estádios e trens de alta velocidade.

Um estudo da Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base revelou sérias deficiências das 12 cidades que serão sedes da Copa do Mundo de 2014. Segundo o estudo, o Brasil precisará de 35 a 40 bilhões de euros para organizar a competição.

Atualizado às 12h08 de 1/9 para correção de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.