Bernd Wuestneck/ EFE
Bernd Wuestneck/ EFE

Alemanha volta a liberar presença de torcedores em estádio após quatro meses

Jogo válido pela terceira divisão do futebol alemão reuniu 777 pessoas, que passaram por testes rápidos de covid-19 antes de ingressarem no evento

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2021 | 14h07

Neste sábado, foi realizado na Alemanha o primeiro jogo de futebol profissional com a presença de público no estádio desde o começo de novembro. A partida válida pela terceira divisão envolveu Hansa RostockHallescher e terminou com vitória dos mandantes, por 1 a 0.

O retorno dos fãs ao estádio em Rostock foi possível graças à redução no número de contágios de covid-19 na cidade, que registrou menos de 30 casos semanais da doença por 100 mil habitantes e tem tido razoável sucesso no controle da pandemia.

Ao todo, 777 torcedores, membros do programa de sócios do Hansa Rostock, compareceram ao evento. Todos tiveram de usar máscara e respeitar o distanciamento social dentro do Ostseestadion, que tem, originalmente, capacidade para cerca de 25 mil pessoas.

Os portões foram abertos duas horas antes do apito inicial para que os torcedores pudessem entrar tranquilamente sem causar aglomeração. Além disso, todos passaram por testes rápidos para a detecção do novo coronavírus. Mesmo liberada, a torcida será monitorada ao longo da semana para evitar qualquer surto da doença. O clube deve entrevistar as pessoas que estiveram no jogo.

A realização do jogo com bortões abertos serviu de teste para a Federação Alemã de Futebol adequar seus próximos passos para a retomada da presença de público nos estádios e arenas esportivas. Membros da direção da entidade estiveram no local para verificar o funcionamento da organização.

O CEO do Hansa Rostock, Robert Marien, reforçou o apoio necessário para que a pandemia seja finalmente revertida, com respeito às medidas de distanciamento social e higiene.

"Pedimos a todos que tiveram a chance de participar desse teste de campo que sempre mantenham essa grande responsabilidade para com todos os outros fãs e partes da nossa sociedade em suas mentes e nos apoiem na implementação das diretrizes e medidas de precaução. Todos na Alemanha estarão de olho em nós", afirmou Marien.

A Alemanha registrou, nos últimos dias, novo aumento no número de casos da doença. As mortes, no entanto, seguem em queda. Mecklenburg, região onde foi realizado o evento, tem um dos menores índices de contaminação do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.