Alemanha se despede da Copa com festa em Berlim

Não foi do jeito que os alemães sonhavam. Mesmo assim, a Copa do Mundo acaba neste domingo em clima de festa em Berlim. A ?Fan Mile? no Portão de Brandenburgo estará aberta para os torcedores que quiserem acompanhar, pelos diversos telões espalhados na rua, a grande final entre Itália e França, que começa às 20 horas (15 horas pelo horário de Brasília). O Portão de Brandenburgo é um famoso ponto turístico de Berlim. Lá foi montada uma grande estrutura para o torcedor, na qual as principais ruas da região foram fechadas e diversos telões foram instalados para transmitirem os jogos da Copa. Assim, o local chegou a receber mais de 1 milhão de pessoas quando a Alemanha entrou em campo. Dessa vez, a Alemanha não estará em campo, mas muita gente deve ir ao Portão de Brandenburgo para se despedir do Mundial. Apesar da frustração pelo time da casa não ter conseguido chegar à final, o torcedor alemão entrou no clima da Copa e sai com o sentimento orgulho pelo dever cumprido. Já no Estádio Olímpico, a Fifa preparou uma curta cerimônia de encerramento da Copa, que está programada para começar às 19h35 (horário local) e deve durar cerca de 10 minutos. Estão previstos dois shows, do II Divo e da Shakira, para animar o público antes do jogo entre França e Itália. E no intervalo da partida, o tenor Plácido Domingo fará uma apresentação especial. Agradecimento e despedida Antes da final, porém, Berlim terá um encontro com a seleção alemã. Os jogadores e o técnico Jürgen Klinsmann vão ao Portão de Brandenburgo neste domingo, às 12 horas (horário local), para agradecer ao apoio dos torcedores durante a Copa. Os alemães esperavam ter esse encontro para comemorar o título, mas a Alemanha caiu na semifinal e saiu da Copa com o terceiro lugar, após vencer Portugal por 3 a 1 neste sábado. Mesmo assim, a seleção de Klinsmann empolgou toda a Alemanha e foi aprovada pelos torcedores. ?Vai ser emocionante estar perto dos torcedores?, admitiu Klinsmann, agradecendo ao apoio dos alemães durante a disputa da Copa do Mundo. ?O ambiente na Alemanha foi fenomenal e isso nos deixa muito orgulhosos.?

Agencia Estado,

08 Julho 2006 | 19h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.