Michael Sohn/AP
Michael Sohn/AP

Alemanha sofre, mas garante vaga na Euro; Polônia avança em 2º

Goleiro Neuer foi destaque no 2 a 1 contra a Geórgia

Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2015 | 18h33

A Alemanha sofreu neste domingo, ouviu vaias dos torcedores e contou com uma atuação inspirada do goleiro Neuer para derrotar a Geórgia por 2 a 1, em casa, confirmar a liderança do Grupo D com 22 pontos e garantir a vaga direta para a Eurocopa de 2016. O outro classificado da chave das Eliminatórias da competição continental foi a Polônia, que derrotou a seleção irlandesa por 2 a 1, terminou em segundo lugar com 21 pontos e mandou o adversário para a repescagem, na terceira colocação com 18 pontos.

Atual campeã do mundo, a seleção alemã entrou em campo precisando apenas de um empate para se classificar sem ter que depender de outros resultados. Mas a falta de inspiração já demonstrada na derrota por 1 a 0 para a Irlanda na última rodada continuou. O time anfitrião encontrou enorme dificuldade para abrir o marcador na já eliminada Geórgia, passou em branco no primeiro tempo, e desceu para o vestiário sob vaias.

Na etapa final, o time alemão deu a impressão que iria desencantar. Aos quatro minutos, Özil foi derrubado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Thomas Müller deslocou o goleiro e abriu o placar. No entanto, a Geórgia buscou o empate logo em seguida. Kankava aproveitou rebote após cobrança de escanteio e acertou belo chute de primeira de fora da área para deixar tudo igual.

Os visitantes ainda tiveram a oportunidade de virar, mas Neuer defendeu chute à queima roupa e mandou para escanteio. A vitória alemã veio em rápido contra-ataque. O centroavante Max Kruse, que havia acabado de entrar, aproveitou cruzamento de Özil e bateu colocado para fazer o segundo.

A Polônia recebeu a Irlanda em duelo pela outra vaga direta. E, com o artilheiro Lewandowski em grande fase, os poloneses venceram por 2 a 1 e confirmaram um lugar na principal competição europeia. Ele marcou o segundo de sua seleção, chegou aos 13 gols nas Eliminatórias, igualando o recorde do norte-irlandês David Healy na edição 2006/2007 do qualificatório para a Euro de 2008.

Os anfitriões abriram o placar aos 13 minutos em jogada ensaiada. Grosick cobrou escanteio nos pés de Krychowiak, fora da área. O jogador dominou e bateu no canto direito do goleiro adversário. Mas não deu nem tempo de os torcedores comemorarem. Três minutos depois, Jonathan Walters igualou o marcador de pênalti.

O gol da vitória saiu ainda no primeiro tempo. Lewandowski aproveitou cruzamento de Maczynski e mandou para as redes. Na segunda etapa, os poloneses conseguiram segurar o resultado. Um empate com dois ou mais gols garantiriam a Irlanda na segunda posição.

No outro jogo da chave, a Escócia atropelou Gibraltar por 6 a 0. Fletcher foi o destaque da partida ao marcar três gols. Chris Martin, Maloney e Naismith completaram o placar. As duas equipes já estavam eliminadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.