Alemanha sofre, mas supera a Costa Rica por 4 a 2

Apontada como uma das favoritas para conquistar a 18ª edição da Copa do Mundo, a anfitriã Alemanha teve dificuldades para vencer a Costa Rica por 4 a 2, nesta sexta-feira, no jogo de abertura realizado no Estádio Allianz Arena, em Munique. Os vice-campeões em 2002, sonham em conquistar o título do Mundial após 16 anos e acreditam que essa é a oportunidade ideal para acabar com o jejum.No confronto, que contou com a forte marcação de ambas as equipes, o treinador Jürgen Klinsmann não pode contar com o meia Michael Ballack, o maior astro da equipe, por causa de uma contratura na panturrilha. Tim Burowski foi o encarregado para armar as jogadas de ataque, mas não obteve muito sucesso.A equipe comandada pelo brasileiro naturalizado Alexandre Guimarães teve sua primeira demonstração de fragilidade logo aos 4 minutos. Depois de uma saída errada da zaga, o meia Torsten Frings mandou de longe e a bola passou rente ao gol do goleiro Porras. Dois minutos depois, os donos da casa fizeram o primeiro gol do Mundial 2006. O lateral Philip Lahm recebeu na esquerda, cortou o defensor e, na entrada da área, chutou colocado no ângulo esquerdo, marcando um lindo gol. Momentos depois, a Costa Rica respondeu e empatou o jogo. Após uma bela tabela no meio-campo, a estrela da equipe, o atacante Paulo Wanchope, recebeu na intermediária, partiu com velocidade e bateu no canto direito do goleiro Jens Lehmann.Mas a equipe comandada pelo treinador Jürgen Klinsmann não se abateu e voltou a ficar à frente no marcador aos 17. Em uma jogada de Bastian Schweinsteiger, o meia do Bayern de Munique cruzou rasteiro e o atacante Miroslav Klose, que completou 28 anos nesta sexta, só teve o trabalho de escorar para o fundo das redes.Empurrada pela sua torcida, a Alemanha quase ampliou aos 40 minutos. Em uma cobrança de falta perto da área, o atacante Lukas Podolski chutou colocado e quase acertou o ângulo esquerdo do goleiro costarriquenho.A seleção germânica fez o terceiro aos 16 minutos da etapa complementar. O ala Lahm, um dos melhores em campo, foi lançado na esquerda e alçou na área para Klose cabecear. Porras espalmou e, na sobra, o próprio Klose chutou para o gol, fazendo o seu segundo no torneio.A Costa Rica conseguiu descontar aos 28 minutos. Em uma nova triangulação, o meia Walter Centeno colocou a bola entre dois zagueiros para Wanchope fazer mais um na saída de Lehmann. O atacante costarriquenho estava em posição irregular, mas o juiz argentino Horácio Elizondo validou o gol.Aos 42, a Alemanha voltou a marcar. Numa cobrança de falta, Schweinsteiger rolou para Frings. O meia chutou de longe e mandou a bola no ângulo esquerdo do goleiro Porras, fazendo um golaço.Na segunda rodada do Grupo A, a Alemanha enfrentará a Polônia, na próxima quarta-feira, em Dortmund. No dia seguinte, a Costa Rica tenta se redimir do tropeço inicial diante do Equador, em Hamburgo.Alemanha 4 x 2 Costa Rica Alemanha - Lehmann; Friedrich, Metzelder, Mertesacker e Lahm; Schneider, Frings, Tim Borowski (Sebastian Kehl) e Schweinsteiger; Klose (Neuville) e Podolski. Técnico: Jürgen Klinsmann. Costa Rica - Porras; Drummond, Martínez (Drummond), Marín e Umaña; González, Sequeira, Solís (Bolaños), Fonseca e Centeno; Rónald Gómez (Azofeifa) e Wanchope. Técnico: Alexandre Guimarães. Gols - Lahm, aos 6 minutos, Wanchope, aos 12, Klose, aos 17 do primeiro tempo; Klose, aos 16, Wanchope, aos 28, e Frings, aos 42, do minutos do segundo tempo. Árbitro - Horácio Elizondo (ARG). Cartão amarelo - Danny Fonseca. Local - Estádio Allianz Arena, em Munique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.