Clodagh Kilcoyne/Reuters
Clodagh Kilcoyne/Reuters

Alemanha supera Irlanda do Norte e garante vaga na Copa de 2018

Equipe comandada pelo técnico Joachim Löw assegurou lugar no Mundial de 2018 com uma rodada de antecedência

Estadão Conteúdo

05 Outubro 2017 | 18h02

Atual campeã mundial, a Alemanha se classificou nesta quinta-feira, 5, à Copa do Mundo de 2018, na Rússia, com extrema tranquilidade ao superar a Irlanda do Norte por 3 a 1, no estádio Windsor Park, em Belfast, pelas Eliminatórias Europeias. Faltando uma rodada para o término da disputa, a seleção alemã chegou aos 27 pontos e não pode mais ser alcançada pela segunda colocada do Grupo C, os próprios norte-irlandeses, que somam 19.

+ Alemanha e Inglaterra se juntam a Brasil e outras sete seleções na Copa; veja todas

Mesmo com a derrota, o time mandante se assegurou na repescagem, uma vez que não pode mais ser ultrapassado pela República Checa, que chegou aos 12 pontos nesta quinta-feira ao superar o Azerbaijão por 2 a 1. Completando a rodada, a já eliminada Noruega massacrou San Marino por 8 a 0, fora de casa.

A campanha alemã nas Eliminatórias Europeias, aliás, certamente a credencia para conquistar um novo título na Rússia. A equipe do técnico Joachim Löw venceu as suas nove partidas, marcou impressionantes 38 gols e sofreu apenas três.

Favorita para o duelo desta quinta-feira, mesmo jogando fora de casa, a Alemanha entrou com importantes desfalques como Özil, Neuer, Hector, Mario Gomez, Khedira e Mario Götze. Era a chance para alguns destaques da equipe alternativa que conquistou a Copa das Confederações, no último mês de julho, como Sebastian Rudy, Julian Draxler e Sandro Wagner.

E eles não decepcionaram. Com pouco menos de dois minutos, após rebatida da zaga, Rudy aproveitou o rebote, arriscou de fora da área e acertou o ângulo, marcando um belo gol. A vantagem alemã não mudou o ritmo do jogo. A equipe seguiu melhor e desperdiçou boas oportunidades até fazer o segundo com Sandro Wagner, em outro bonito gol: após receber de Thomas Müller, na meia-lua, ele girou, bateu no canto e ampliou aos 20.

Estava fácil. A Alemanha quase não era ameaçada mesmo depois de diminuir o ritmo no segundo tempo. E, já aos 40 minutos, Joshua Kimmich acertou chute forte, no canto, para fazer o terceiro. Ainda deu tempo para Josh Magennis, de cabeça, descontar nos acréscimos para a Irlanda do Norte.

A atual campeã mundial, ainda assim, confirmou a classificação com uma excelente campanha e reforçou que chega como forte favorita para vencer a Copa do Mundo da Rússia e conquistar o pentacampeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.