Alemanha vence a Suécia e avança às quartas-de-final

Os torcedores alemães fizeram a festa neste sábado no Estádio da Copa do Mundo, em Munique, na abertura das oitavas-de-final. Com belas atuações dos atacantes Klose e Podolski, a Alemanha derrotou a Suécia por 2 a 0 e garantiu vaga às quartas do Mundial - o adversário será a Argentina, que passou pelo México por 2 a 1.A Suécia começou o jogo de maneira tímida, procurando segurar a bola no meio. No entanto, aos 4 minutos do primeiro tempo, o atacante Klose fez uma bela jogada na entrada da área, a bola desviou na zaga e sobrou para Podolski, que bateu forte, no canto. O zagueiro Lucic tentou desviar a bola, mas não consegui evitar o gol - que fez explodir o grito dos torcedores em Munique.O gol deixou os suecos atordoados. Aos 11 minutos, Klose fez outra bela jogada na entrada da área, driblou três jogadores suecos e passou a bola para o atacante Podolski, que novamente bateu forte, para marcar o segundo gol alemão - o técnico Jürgen Klinsmann, muito criticado pela torcida antes da Copa, foi ao delírio.A Suécia ficou totalmente dominada e não conseguia atacar. O gol de Lehmann só era ameaçado por algumas jogadas individuais dos atacantes Ibrahimovic e Larsson. Por sinal, os torcedores levaram um susto aos 39 minutos, quando Ibrahimovic chutou fraco e o goleiro Lehman se atrapalhou, quase levando um frango - a essa altura, a Suécia tinha 10 jogadores, já que o árbitro brasileiro Carlos Eugênio Simon expulsou o zagueiro Lucic, por uma falta em Klose.No segundo tempo, a Suécia decidiu ir para o "tudo ou nada". Logo aos 6 minutos, o zagueiro Metzelder derrubou Larsson na área e Simon marcou pênalti. Sob uma gigantesca pressão da torcida alemã, o próprio Larsson foi para a cobrança, mas ele acabou mandando a bola longe, mas bem longe do gol de Lehmann - o estádio vibrou como se fosse um gol.Os suecos desanimaram depois da perda do pênalti. A Alemanha voltou a ter o controle da partida e por pouco não marcou o terceiro aos 9 minutos, quando o meia Ballack acertou um forte chute de fora da área - a bola explodiu na trave direita do goleiro Isaksson. Outro que mandou a bola no travessão foi o meia Schneider, aos 38.Com o domínio total da partida, os alemães passaram a chutar de todos os cantos do campo, principalmente com o meia Ballack - que quase sempre mandava a bola para fora do gol sueco. No final da partida, os jogadores foram ovacionados pela torcida - o único que não parecia feliz era o goleiro reserva Oliver Kahn, titular na Copa passada. Ele não comemorou nenhum dos gols da Alemanha.Ficha técnica:Alemanha 2 x 0 SuéciaAlemanha - Lehmann; Friedrich, Metzelder, Mertesacker e Lahm; Schneider, Frings (Kehl), Ballack e Schweinsteiger (Borowski); Podolski (Neuville) e Klose. Técnico: Jürgen Klinsmann. Suécia - Isaksson; Mellberg, Lucic, Edman e Alexandersson; Linderoth, Ljungberg, Jonson (Withelmsson) e Kallstrom (Hansson); Ibrahimovic (Allback) e Larsson. Técnico: Lars Lagerback.Gols: Podolski, aos 4 e aos 11 minutos do primeiro tempo. Cartões amarelos: Frings, Jonson e Allback. Cartão vermelho: Lucic. Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Brasil). Local: Alianz Arena, em Munique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.