Paulo Whitaker/ REUTERS/
Paulo Whitaker/ REUTERS/

Alerta vermelho: Aguirre quer São Paulo com 11 em campo até o fim

Time acumula quatro expulsões só nesta edição da Copa Sul-Americana; jogo contra o Colón promete ser quente

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

15 Agosto 2018 | 05h00

O técnico Diego Aguirre tem duas preocupações para o duelo desta quinta-feira, contra o Colón, às 21h45, em Santa Fé, pela segunda fase da Copa Sul-Americana. A primeira, mais evidente, é classificar o São Paulo, que entra em campo com a desvantagem da derrota (1 a 0) sofrida no Morumbi, no jogo de ida. A segunda é ver 11 camisas tricolores ainda em campo após o apito final.

Isto porque terminar um jogo com o time completo nesta competição vem sendo tarefa impossível para o São Paulo. Em três partidas disputadas na atual edição, a equipe recebeu quatro cartões vermelhos. O último a ser expulso foi o atacante Brenner, que se desentendeu com o lateral Emmanuel Olivera no primeiro encontro com o Colón e recebeu a advertência após empurrar o argentino. Detalhe: ele entrou na partida aos 42 do segundo tempo e foi para o chuveiro seis minutos depois.

"Isso não pode acontecer. O São Paulo não tem que entrar em nenhuma briga nem tomar cartões vermelhos. Temos de tentar terminar o jogo com todos os jogadores em campo, é muito importante", cobrou em entrevista concedida na última terça-feira o técnico são-paulino, que só não viu o número de advertências aumentar porque a arbitragem não observou a troca de agressões entre Diego Souza e o argentino Ortiz no mesmo jogo. Já naquela ocasião, Aguirre lamentara o estado de nervos do time

O episódio com o camisa 9, aliás, foi uma das razões para o técnico nem levar seu artilheiro para a Argentina, onde o clima não deverá ser dos mais amenos. Além dos lances envolvendo Brenner e Diego Souza, houve bastante contato físico e muito bate-boca entre os jogadores.

Expulsões têm sido recorrente no São Paulo

Um levantamento feito no fim de julho já mostrava que o clube tricolor acumulara, até a primeira partida diante do Colón, 11 expulsões nas 12 partidas anteriores disputadas por torneios da Conmebol – Libertadores ou Sul-Americana. Agora, portanto, são 12 vermelhos em 13 confrontos. Confira a lista atualizada:

Libertadores de 2016

São Paulo 2 x 1 River Plate (13/4, fase de grupos)

Expulso: João Schmidt 

The Strongest 1 x 1 São Paulo (21/4, fase de grupos)

Expulsos: Dênis e Calleri

Toluca 3 x 1 São Paulo (4/5, oitavas)

Expulso: Centurión

São Paulo 0 x 2 Atlético Nacional (6/7, semifinal)

Expulso: Maicon

Atlético Nacional 2 x 1 São Paulo (13/7, semifinal)

Expulsos: Lugano e Wesley

Copa Sul-Americana de 2017

Defensa Y Justicia 0 x 0 São Paulo (5/4, 1ª fase)

Expulso: Buffarini

Copa Sul-Americana de 2018:

Rosario Central 0 x 0 São Paulo (12/4, 1ª fase)

Expulso: Rodrigo Caio

São Paulo 1 x 0 Rosario Central (9/5, 1ª fase)

Expulsos: Cueva e Petros

São Paulo 0 x 1 Colón (2/8, 2ª fase)

Expulso: Brenner

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.