Alessandro já esperava a convocação

O técnico Luiz Felipe Scolari teve o primeiro revés para o jogo com o Paraguai, dia 15, em Porto Alegre: não vai poder contar com o lateral Cafu, cortado nesta quarta-feira. O jogador da Roma ficará dez dias fora de atividade por causa de uma pequena cirurgia nasal. Para o lugar dele, Scolari convocou Alessandro, do Atlético-PR - um jogador que teve um desempenho muito ruim nas últimas vezes em que foi chamado para servir a seleção brasileira."Quando recebi a notícia pelo pessoal do Atlético, fiquei satisfeito, mas não chegou a ser uma surpresa", declarou Alessandro, revelando que o próprio Scolari lhe havia prometido que seria o primeiro nome para a lateral direita na ausência de Cafu ou Belletti.Alessandro esteve na Copa América e decepcionou. Agora, promete dar a volta por cima. "Não posso ser julgado pela Copa América, vou jogar muito para provar que as críticas foram injustas a meu respeito", avisou.O otimismo quanto ao seu aproveitamento pode ser desfeito logo no primeiro treino que Scolari comandará em Curitiba com a seleção, dia 7. Com a ausência de Cafu, a primeira opção para a posição é Belletti, que alternou boas e péssimas apresentações na Copa América.A Seleção se apresenta na manhã do dia 7, na capital do Paraná, e à tarde realiza realiza um trabalho tático e físico no Centro de Treinamento do Atlético. No dia 9, enfrenta o Panamá, na Arena da Baixada, em amistoso. Depois disso, continua treinando em Curitiba até o dia 14, quando viaja pela manhã para Porto Alegre e faz treino de reconhecimento à tarde no estádio Olímpico. O Brasil joga com o Paraguai no dia seguinte e tem de vencer para melhorar sua posição na classificação das Eliminatórias sul-americanas do Mundial de 2002. Empate ou derrota deixam a seleção em situação crítica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.