Alex Afonso treina como titular

Com a chegada de Gamarra, o homem que veio para ?arrumar a defesa?, o técnico Paulo Bonamigo confirmou que sua maior dúvida passa a ser o comando do ataque. Gioino e Washington estão em baixa. Quem está ganhando a confiança do técnico é Alex Afonso - 24 anos, 1,83 m e artilheiro do Palmeiras B na Série A3, com 22 gols.A primeira chance de Alex Afonso com Bonamigo foi na partida passada, contra o Botafogo. Ele entrou no intervalo, com o placar adverso (1 a 0), e foi importante na virada. O Palmeiras acabou vencendo por 4 a 1 e ele foi um dos destaques do time.Um indício de que Alex Afonso está conquistando um lugar no time foi o treino desta quarta-feira à tarde. Bonamigo montou duas equipes com 13 jogadores de cada lado. Afonso vestia a jaqueta dos titulares, ao lado de Ricardinho e Warley. Gioino e Washington ficaram no time reserva. "Ele (Bonamigo) não me disse nada em especial. Mas entrei bem contra o Botafogo e tenho uma pontinha de esperança de iniciar o clássico", disse Alex Afonso.A história de Alex Afonso no Palmeiras foi uma lição de perseverança. Foi revelado pelo XV de Jaú, passou pelos juniores da Portuguesa e se transferiu cedo para o futebol português. Veio do Alberca, da segunda divisão daquele país. "Quando cheguei, criticaram minha contratação. Diziam que eu não joguei em nenhum clube grande. E vou falar o quê? Era verdade", admitiu.No time principal, Alex Afonso só havia jogado dez minutos contra o Botafogo, em 2004. Muito pouco para mostrar seu futebol. Teve o contrato renovado, mas foi rebaixado para o Palmeiras B. "Quando o Estevam (Soares, técnico na época) me disse que ia para o time B, fiquei desanimado. Queria sair, mas não tinha proposta. Resolvi aceitar o desafio e encarar o time B. Fui bem e mostrei que tenho condições de estar aqui", disse, orgulhoso.Como Ricardinho e Warley são considerados homens que buscam mais o jogo, Alex Afonso é o favorito para ser o ?matador? do time. "Nossos jogadores se mexem bastante; por isso, devo ficar mais na área, ser a referência nas jogadas aéreas", contou o atacante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.