Alex Alves faz 3 e Lusa goleia Caxias

O atacante Alex Alves voltou a brilhar, marcando três gols na vitória da Portuguesa sobre o Caxias, por 4 a 0, nesta terça-feira à noite, no Canindé. Alex se tornou o artilheiro isolado da Série B do Campeonato Brasileiro, com 12 gols. Foi a quarta vitória da equipe na competição, resultado que melhora sua classificação, com 19 pontos em 13 jogos. Desde o início, a equipe paulista tomou a iniciativa do jogo - os gaúchos não deram nenhum chute ao gol no primeiro tempo. Ajudada pela ineficiência do adversário, a Portuguesa não demorou para abrir o placar. Aos 14 minutos, Capitão lançou para a área e encontrou Alex Alves, que ainda contou com a falha do zagueiro Jairo Santos. O artilheiro dominou e bateu, sem chances para o goleiro Guto. Depois de abrir o placar, o time do Canindé diminuiu o ritmo, mas chegou ao segundo gol ainda no primeiro tempo. Em um bom contra-ataque, aos 32, Marcos Denner foi à linha de fundo e cruzou. Nem passou da bola, mas Alex Alves, bem colocado, marcou mais um: Lusa 2 a 0. Seis minutos depois, a Portuguesa quase marcou o terceiro. Alex Alves tabelou com Marcos Denner, mas Guto saiu bem do gol, salvando o time gaúcho. Na segunda etapa, o Caxias tentou reagir, mas o time paulista aproveitou a primeira chance, para ampliar o marcador. Em uma jogada bem trabalhada, aos 7 minutos, Alex Alves recebeu na área e tocou para Marcos Denner, que, de cabeça, fez o terceiro. Aos 21, o lateral-direito Rissutt, da Portuguesa, fez falta dura e foi expulso - ele havia recebido o cartão amarelo um minuto antes, por outra entrada violenta. Mesmo com um a menos, o time paulista continuou criando boas chances. Cinco minutos depois, Nem cruzou e Marcos Denner dividiu com o zagueiro, mas a bola bateu na trave. O Caxias atacou aos 30 minutos. O lateral-direito Cláudio tabelou e da entrada da área bateu forte. A bola passou com perigo, por cima do gol de Gléguer. Aos 35 minutos, o meia André Luís, que entrou no lugar de Nem, sofreu pênalti, cometido por Paulo César. Alex Alves cobrou bem, no canto direito do goleiro - foi seu 12º gol na Série B. O Caxias teve a melhor chance para descontar aos 41 minutos, num pênalti cometido pelo lateral Cláudio, que tocou a mão na bola, dentro da área. Gabriel cobrou, mas Gléguer defendeu - foi a segunda penalidade defendida pelo goleiro na competição (a primeira foi no empate por 1 a 1 diante do Marília). Aos 46 minutos, o Caxias também teve um expulso: Fábio Araújo, por entrada desleal.

Agencia Estado,

15 de julho de 2003 | 22h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.