Alex Alves responde às críticas com gols

Para o atacante Alex Alves, os gols são a melhor resposta às críticas. O jogador chegou à artilharia da Série B do Campeonato Brasileiro, com 12 gols, depois dos três marcados na goleada da Portuguesa por 4 a 0 sobre o Caxias, ontem, no Canindé. "A artilharia nunca esteve nos meus planos, mas fico muito satisfeito de saber que estou ajudando o time, marcando os gols", disse Alex. Mas antes da boa fase, o jogador viveu momentos conturbados. Por ser um dos salários mais altos do elenco, foi muito criticado pela torcida, quando os resultados não apareciam. "Esse comportamento não nos ajuda em nada. Torcida é para incentivar o time. Às vezes, parece que mesmo atuando no Canindé, estamos jogando fora de casa", chegou a comentar, no auge da crise de relacionamento com a torcida. O atleta garante que os atritos fazem parte do passado. Segundo ele, uma reunião com líderes das torcidas organizadas do clube pôs fim às críticas.Alex chegou a ficar na reserva, durante o Campeonato Paulista, mas com a reformulação do time para o Campeonato Brasileiro, tornou-se um dos líderes do grupo, cobrador oficial de faltas e pênaltis da equipe. Revelado pelo Juventus e com passagem pelo Bahia, ainda não havia marcado três gols em uma só partida na carreira. "Estava, realmente, numa noite inspirada", comentou. Além de importante taticamente para o esquema do técnico Luís Carlos Martins, Alex é um dos atletas mais regulares do grupo. Participou de 12 dos 13 jogos do time no campeonato. Só não esteve em campo, porque estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo, no empate por 0 a 0 com o São Raimundo, em Manaus. Curiosamente, este foi um dos únicos jogos em que o time não marcou gols - o outro foi em outro 0 a 0, diante do Botafogo, no Rio. Depois da goleada sobre o Caxias, a Portuguesa voltará a atuar diante do Náutico, dia 25, no Canindé.

Agencia Estado,

16 de julho de 2003 | 18h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.