Alex fica mais 6 meses no Cruzeiro

O meia Alex acertou nesta quinta-feira a renovação por mais seis meses de seu contrato com o Cruzeiro e irá disputar a Taça Libertadores da América no próximo ano pelo clube mineiro. O jogador, principal destaque do time na conquista do inétido título de campeão brasileiro, recebeu propostas para atuar no futebol europeu, mas optou por ficar no Brasil, adiando a possível transferência para o segundo semestre de 2004, quando as equipes do velho continente iniciam a pré-temporada. A permanência de Alex na Toca da Raposa foi acertada nesta quinta-feira à noite em uma reunião entre o vice-presidente de Futebol do Cruzeiro, José Perrella, e o procurador do jogador, o uruguaio Juan Figer. Dono de seus direitos econômicos, o meia acompanhou as negociações de Curitiba, para onde viajou na terça-feira. O que pesou também em sua decisão de continuar no Brasil foi a gravidez de sua mulher Daiane. Ela passou por dois anos de tratamento e um aborto espontâneo, e a previsão é de que o primeira filho do casal nasça em meados de junho. Nos últimos dias, os dirigentes mineiros demonstravam confiança no acerto, afirmando que o Cruzeiro estava oferecendo um dos melhores salários do futebol brasileiro na atualidade. As bases do novo contrato, no entanto, não foram divulgadas. Estima-se que Alex receba em torno de R$ 130 mil entre salários e aluguel do passe. Parte da imprensa mineira chegou a anunciar que a proposta apresentada pelo Cruzeiro era de R$ 250 mil mensais, ou um total de R$ 1,5 milhão no período do novo contrato, valores que foram negados oficialmente pelo clube. "É mais baixo do que isso", disse o assessor de imprensa Valdir Barbosa. Na semana passada, quando a renovação parecia difícil, a diretoria chegou a anunciar que tentaria trazer Rivaldo, ex-Milan, para Belo Horizonte caso não houvesse acordo com Alex. Segundo Barbosa se em meados do próximo ano Alex não receber nenhuma proposta do exterior, o compromisso firmado com o Cruzeiro fica renovado automaticamente até o final de 2004. Alex tem reiterado que seu objetivo é jogar em uma equipe de ponta do futebol europeu, principalmente da Espanha. O jogador no entanto, não pretende repetir o que considera erros na sua passagem pelo Parma, da Itália, em 2001. Na ocasião ele trocou o Palmeiras pelo clube italiano em dezembro daquele ano, na metade do Campeonato Italiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.