Alex fica mais perto do Palmeiras

O acerto entre o meia Alex e o Parma já tem data e local: será dia 22, em Parma, quando ele e o seu advogado Mafuz Antônio Abrão deverão se reunir com a diretoria do clube italiano para reatar as relações. Com o fim do impasse, o atleta deverá receber ?sinal verde? do Parma para se transferir novamente ao Palmeiras. "Um dos ítens do acerto que devemos conseguir será restabelecer o vínculo do Alex com o Parma. Feito isso, o jogador deverá ter a permissão para defender o Palmeiras no primeiro semestre", explicou o advogado. Mafuz já teve contatos com o Parma e sentiu que o acordo está próximo. O advogado nem quis comentar se a dívida de US$1,5 milhão do clube italiano com seu cliente poderia ser obstáculo para o acordo. O valor refere-se a mais da metade dos 15% sobre o valor do passe (US$ 15 milhões) pela transferência de Alex para o Parma. Por causa dessa dívida, Alex acabou obtendo na Justiça do Trabalho o direito de deixar o Parma para jogar pelo Cruzeiro. "Nós vamos resolver tudo. Dia 22 será realmente o dia D", garantiu o advogado, que viajará dia 20 com o atleta para a Itália. O advogado do Parma e da Parmalat no Brasil, Fábio Diniz, disse que Alex tem realmente de se apresentar ao clube italiano para resolver a situação. "Desde agosto que ele sumiu do Parma, por isso o clube entrou com uma ação na Fifa contra o jogador. Pela entidade, Alex está suspenso por tempo indeterminado", disse Diniz. O advogado admitiu que o Parma pretende até exigir uma indenização do Cruzeiro que utilizou o atleta no Campeonato Brasileiro. O presidente do Palmeiras, Mustafá Contursi, ressaltou que está esperando o acerto de Alex com o Parma para definir a contratação do meia. "Temos um relacionamento de irmãos com o clube italiano", disse Mustafá ao se lembrar dos tempos da co-gestão do Palmeiras/Parmalat. O técnico Vanderlei Luxemburgo está contando com Alex. O treinador já recebeu três reforços: o atacante Itamar, o meia-atacante Fernandes e o volante Jeovânio, que estão treinando com o elenco do Alviverde em Águas de Lindóia. Agora, o treinador quer um meia-amador e um zagueiro.

Agencia Estado,

10 de janeiro de 2002 | 18h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.