Alex não perde a esperança de jogar

O meia Alex, do Cruzeiro, ainda tem esperanças de estar entre os titulares da seleção, no domingo, contra o Peru, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006, mesmo com a preferência do técnico da seleção brasileira pelo meia Kaká, do Milan, para substituir o atacante Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona. Até para não inibir a disputa "sadia" no grupo, o técnico do time ainda não assumiu publicamente sua opção, reservando o direito de informá-la na véspera da partida. Alex procura deixar a pressão de lado e jogar a responsabilidade para cima do treinador. "Quem escala o time é o Parreira. Ele é quem decide e estou aqui na seleção para cumprir meu papel", frisou o jogador, ao chegar ao Aeroporto Santos Dumont, de onde seguiu hoje à noite para a Granja Comary, em Teresópolis e amanhã inicia os treinamentos com o grupo. Para figurar entre os 11 jogadores domingo, Alex possui como trunfo sua performance no Campeonato Brasileiro deste ano, que deixou o Cruzeiro na liderança na disputa. Apontado como o cérebro do time mineiro, o atleta tem marcado gols e sido o principal articulador das jogadas de ataque, além de ser um trunfo nas jogadas de bola parada. "Ele amadureceu muito nos últimos meses e é um jogador de muita habilidade", atestou Parreira. Baseado nessas características é que o jogador demonstra esperança em ser o titular do Brasil. Ele sabe que Parreira costuma armar a equipe na formação tática 4-3-1-2 e sua função seria a de número um. Este papel, na seleção de Parreira, cabe a Ronaldinho Gaúcho, Kaká e Alex. Para o treinador, quem exerce a função tem de alimentar os dois atacantes, tentando o tempo todo se aproximar dos homens de frente ou simplesmente servi-los com lançamentos. O fato de a partida contra o Uruguai ser em Curitiba também serve de motivação para Alex, de 26 anos, que nasceu na capital paranaense. Por isso, o entusiasmo do atleta é ainda maior quando o assunto é a disputa por uma vaga entre os titulares da seleção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.