Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Alex Sandro elogia Peru e diz que goleada anterior não traz favoritismo

Para lateral da seleção brasileira, reencontro com adversário na final da Copa América será sob condições diferentes

Ciro Campos, enviado especial a Teresópolis, O Estado de S. Paulo

04 de julho de 2019 | 14h35

A seleção brasileira trata com cuidado a final da Copa América contra o Peru, no próximo domingo, no Maracanã. O lateral-esquerdo Alex Sandro disse nesta quinta-feira, na Granja Comary, em Teresópolis, que apesar das duas equipes terem se enfrentado pela fase de grupos e o Brasil ter vencido por 5 a 0, o reencontro pela final será sob outras circunstâncias e com uma partida bem mais difícil.

"Cada jogo é uma história, cada final é uma história. Temos que estar preparados para um jogo de final. O Peru chegou pelos méritos deles. Eles evoluíram na competição e estão na final por méritos", afirmou. O jogador participou da vitória por 5 a 0, na Arena Corinthians, ao entrar no segundo tempo. "Temos de tratar a final como um jogo difícil", completou o lateral da Juventus.

A seleção brasileira foi para Teresópolis na noite desta quarta e ficará na região serrana do Rio até sábado de manhã. Só depois, à tarde, a equipe irá para o Rio. O técnico Tite cobra concentração do atletas e procura evitar a euforia após a vitória por 2 a 0 sobre a Argentina, pela semifinal. A equipe brasileira vai se preparar com três treinos fechados à imprensa.

Para Alex Sandro, apesar de ter vencido o adversário por 5 a 0 e jogar dentro de casa, o Brasil não pode se considerar favorito. "O Guerrero (atacante do Peru) deu uma entrevista e foi muito feliz quando disse que quando se está em uma final, não tem favoritismo. Pode acontecer de tudo em uma decisão. Se tem favoritismo, é por parte da imprensa", comentou o lateral.

O jogador está na expectativa de ser titular no domingo. O titular da posição, Filipe Luís, se recupera de lesão na coxa direita e abriu espaço para Alex Sandro enfrentar a Argentina. Com atuação elogiada por Tite, o reserva sonha em ser promovido à condição de titular. "Estou na expectativa. Quem sabe ganho essa chance", comentou o jogador da Juventus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.