Alex Telles opera quarta e desfalca Grêmio por 2 meses

O Grêmio explicou nesta terça-feira que o lateral-esquerdo Alex Telles será operado na manhã desta quarta-feira em razão do afundamento dos ossos da face, sofrido no último domingo, durante a derrota por 2 a 1 para o Internacional, pelas quartas de final da Taça Piratini - o primeiro turno do Campeonato Gaúcho.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 16h17

"O atleta deverá se submeter a uma cirurgia na estrutura óssea, em função da fratura que aconteceu na região supraorbitária. O procedimento será feito nesta quarta-feira às 7h30, no Hospital Mãe de Deus e o cirurgião será o buco-facial Dr. Colares, que atende o Grêmio nestas situações", comentou Saul Berdichevski, diretor médico do Grêmio.

Ele explicou que Alex Telles, após a cirurgia, não poderá realizar treinamentos no campo por até 60 dias. "O jogador deverá ficar de 45 a 60 dias ausente dos trabalhos de campo, mas isso não o impede que quando ele estiver livre dos problemas de absorção do hematoma após a cirurgia, de fazer um trabalho de musculação para os membros inferiores e superiores. Só depois de uma avaliação futura ele poderá voltar aos trabalhos com bola, utilizando uma proteção apropriada", disse.

Além disso, na volta aos trabalhos. Alex Telles deverá utilizar uma proteção na cabeça. "Sem dúvida que, em virtude do traumatismo físico e emocional ele deverá usar um capacete de proteção até o momento em que ele tiver segurança total para cabecear a bola. Mas pela estrutura que o Alex Telles tem, ele certamente voltará muito bem após este período de recuperação", afirmou.

Com Alex Telles afastado, André Santos é o único lateral-esquerdo disponível no Grêmio para os próximos compromissos na Copa Libertadores, já que Fábio Aurélio não foi inscrito por Vanderlei Luxemburgo. O técnico também pode optar pela escalação de Pará na posição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.