Alexandre Gama é efetivado no Flu

Sem dinheiro para poder investir e diante da recusa de seis treinadores, o presidente do Fluminense, David Fischel, optou pela efetivação do técnico interino Alexandre Gama. Na madrugada desta segunda-feira, Paulo César Gusmão, ex-Flamengo, havia acertado sua ida para as Laranjeiras, mas a negativa dos dirigentes em contratar mais quatro integrantes para sua comissão técnica inviabilizou o acordo. "Antes a responsabilidade já era grande. Agora, aumentou ainda mais", disse o novo técnico do Fluminense, Alexandre Gama, que cuidava das divisões de base do clube. "Agradeço aos jogadores e dirigentes pela confiança e vamos tratar de trabalhar para reerguer o time misturando experiência e juventude." Além de Alexandre Gama, o presidente do Fluminense informou a contratação de Edson Cegonha para o cargo de auxiliar técnico e Zeca Albuquerque para a preparação física. Para acertar contrato, PC Gusmão havia pedido ainda o reforço de um gerente de futebol, dois auxiliares e um preparador físico, o que melou o negócio. Antes de PC Gusmão, o Fluminense havia tentado a contratação de Emerson Leão, Abel Braga, Renato Gaúcho, Muricy Ramalho e Paulo Cesar Carpegiani.

Agencia Estado,

23 de agosto de 2004 | 20h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.