Divulgação/São Paulo FC
Divulgação/São Paulo FC

Alexandre Pato descarta proposta do Palmeiras e acerta com o São Paulo

Jogador retorna do futebol chinês ao Morumbi e sonha voltar a atuar na seleção brasileira

Ciro Campos e Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

27 de março de 2019 | 15h55
Atualizado 27 de março de 2019 | 19h06

O São Paulo venceu a disputa com o Palmeiras e acertou o retorno do atacante Alexandre Pato, em contrato por quatro temporadas, até dezembro de 2022. O jogador estava no Tianjin Tianhai, da China.

O atacante acabou rescindindo seu vínculo com o clube chinês ao pagar 2,5 milhões de euros, cerca de R$ 11,2 milhões) do próprio bolso, mas o São Paulo vai ressarcir o atleta destes valores durante o contrato. Até por já vislumbrar sua saída da China, Pato passou a ser alvo de grandes clubes do mundo todo, mas acabou optando pelo time tricolor, onde jogou entre 2014 e 2015, com 101 partidas e 38 gols.

O jogador teve uma conversa com o técnico Cuca nos últimos dias e ouviu do treinador que tem lugar no time. Isso mexer com o atleta, que decidiu não aceitar a oferta do Palmeiras, melhor financeiramente segundo apurou o Estado.

A chegada de Pato vai reforçar um time que vem fazendo uma temporada discreta e ainda não se acertou. O São Paulo, por exemplo, foi eliminado na Pré-Libertadores diante do Tallares, da Argentina. André Jardine começou a temporada como técnico, caiu, e Vagner Mancini está comandando a equipe até Cuca poder assumir.

Quando atuou pelo São Paulo, Pato teve grandes atuações e acha que no Morumbi terá espaço para chamar atenção do técnico Tite e conseguir uma vaga na seleção brasileira. Ele sonha disputar a Copa do Mundo no Catar, em 2022.

O atacante receberá um salário de cerca de R$ 700 mil nos quatro anos de contrato. O valor é bem abaixo dos vencimentos que ganhava na China, que eram de aproximadamente R$ 2,7 milhões mensais.

Pato foi revelado no Internacional, de Porto Alegre, e defendeu Milan (Itália), Corinthians, Chelsea (Inglaterra) e Villarreal (Espanha). Na China, disputou 46 partidas e marcou 30 gol, mantendo uma boa média. Como as inscrições de atletas no Paulistão já estão encerradas, ele só poderá atuar no Campeonato Brasileiro.

Aos 29 anos, ele tem tudo para ser titular na equipe atuando pelos lados do campo. Sua chegada também ajuda a tirar um pouco da responsabilidade de Hernanes, ídolo da torcida e que também retornou do futebol chinês nesta temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.