Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Alexandre Pato comemora entrada do Corinthians no G-4

Depois de marcar contra a Vitória na partida deste domingo, atacante prometeu revelar 'máscara'

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2013 | 12h49

SÃO PAULO - Aliviado após marcar um dos gols contra o Vitória (2 a 0), domingo, no Pacaembu, Alexandre Pato comemora, enfim, um bom momento no Corinthians. Ele substituiu Paolo Guerrero, que está com a seleção peruana, e recebeu apoio de todos os jogadores do elenco, principalmente após cobrar com perfeição o pênalti que garantiu o resultado que levou o time ao G-4 do Brasileirão - está em quarto lugar, com 21 pontos.

"Na hora que eu fiz o gol, o pessoal veio me abraçar. Eu estava apontando pra cima porque queria fazer uma homenagem ao meu avô, que faleceu há menos de uma semana. Quando ajoelhei, o pessoal veio pra cima de mim, aquele momento foi muito bom", contou Pato, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT do Parque Ecológico.

Pato disse que só vai revelar o motivo da comemoração inusitada (coloca a mão sobre o rosto, simulando uma máscara), na próxima semana - claro, se ele voltar a marcar um gol. "O mais engraçado é que tem um monte de gente fazendo isso, é legal. O pessoal está entrando nessa mania. Depois revelo, não é nada muito sério, não", avisou.

Feliz com a chance recebida diante do Vitória, ele será titular mais uma vez. No jogo de quarta-feira, contra o Fluminense, no Maracanã, Pato vai jogar novamente no lugar de Guerrero, que continua com a seleção peruana. Para o atacante, um dos objetivos do time foi alcançado, que era chegar nas primeiras colocações do Brasileirão.

"O G-4 é nosso objetivo, foi alcançado. Agora é se manter ali. E que a gente possa dar um passo à frente para no fim do ano estar lá em cima", afirmou o atacante, que também revelou que está se esforçando para virar titular do time e que teve de aprender a marcar por causa do técnico Tite, algo que não fazia na época de Milan.

"Nesse jogo já fiz muito bem, e a cada dia estou crescendo, trabalhando mais e espero que no final do ano dê tudo certo para o Corinthians", revelou Pato.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansPato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.