Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Pato usa mensagem bíblica para mostrar otimismo com recuperação

Atacante está utilizando colar cervical após forte pancada nas costas no empate com o Flamengo

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2019 | 17h47

Substituído ainda no primeiro tempo do empate diante do Flamengo por causa de uma forte pancada nas costas do zagueiro Matheus Thuler, o atacante Alexandre Pato divulgou uma mensagem de fé e otimismo em sua recuperação nesta segunda-feira nas redes sociais. Depois de o jogador ter ido diretamente para o Hospital do Coração, o departamento médico do São Paulo informou que o jogador vai utilizar um colar cervical "por alguns dias", sem especificar o período de recuperação.

Pato publicou uma foto acompanhada de um salmo bíblico. “O Senhor é a minha força e o meu escudo; nele o meu coração confia, e dele recebo ajuda. Meu coração exulta de alegria, e com o meu cântico lhe darei graças. Salmos 28:7”, escreveu o atacante são-paulino em sua conta no Instagram.

Antes mesmo de a partida acabar, o atacante acabou sendo encaminhado para um hospital na capital paulista para passar por uma tomografia e por uma ressonância magnética. “Foi uma pancada de forte intensidade na região dorsal, que resultou na lesão de ligamento da vértebra e num primeiro momento nos preocupou. Não é nada muito sério, mas incomoda, limita. Ele terá que ficar com o colar por uns dias para lhe dar conforto. Paralelamente a isso já começa o tratamento”, disse José Sanches, médico do São Paulo, em comunicado divulgado no site da equipe.

No domingo, o São Paulo divulgou um vídeo em suas redes sociais para tranquilizar os torcedores. "Fala galera. Eu queria através desse vídeo tranquilizar vocês. Eu tive uma lesão de ligamento da vértebra, mas graças a Deus não foi nada tão sério. Infelizmente aconteceu o lance durante o jogo e vou ter que usar isso aqui (apontando para o colar cervical). Espero voltar o mais rápido possível. Eu queria dizer muito obrigado pelas mensagens de apoio e pelas as energias positivas. Vamos, São Paulo!", disse Pato.

O coordenador técnico Vagner Mancini disse que o defensor do Flamengo deveria ter sido expulso. "É lance de expulsão, não tem nem o que dizer. É um lance que o atleta chega um pouquinho atrasado, e por isso ele adianta o cotovelo para que o contato não fosse mais forte. O erro foi a não expulsão do zagueiro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.