Noushad Thekkayil / EFE
Noushad Thekkayil / EFE

Alisson assegura que Liverpool valoriza Mundial e mira atuação melhor

Time inglês encara o Flamengo na decisão do torneio neste sábado, às 14h30 (de Brasília), em Doha

Redação, Estadao Conteudo

20 de dezembro de 2019 | 13h00

A escalação de um time misto na semifinal contra o Monterrey pode ter indicado que o Mundial de Clubes não é uma prioridade para o Liverpool em uma temporada de muitas competições e calendário apertado, mas nem por isso o time quer deixar escapar a taça. Foi esse o discurso do goleiro Alisson nesta sexta-feira, na véspera da decisão contra o Flamengo.

Com a experiência de ter atuado no futebol brasileiro, o goleiro reconheceu que a taça é uma obsessão no País. Mas avisou que o Liverpool não medirá esforços quando entrar em campo, às 14h30 (horário de Brasília) deste sábado, no Estádio Internacional Khalifa, em Doha.

"É grande para os brasileiros. Mas acho que é maior para quem está jogando isso. Os de fora não dão valor a esta competição porque é limitada apenas aos vencedores. O Flamengo venceu a Libertadores, vencemos a Liga dos Campeões, o Monterrey venceu a Concacaf e muitos outros clubes venceram grandes competições. E nós estamos aqui", disse.

Alisson também lembrou que o Liverpool ainda não ganhou o Mundial, o que aumenta o peso histórico de uma eventual conquista. O time perdeu a decisão em 2005, para o São Paulo, e também as edições de 1981 e 1984, quando ainda não havia a chancela da Fifa.

"É importante. Além disso, podemos colocar o nosso nome na história do clube, pois pela primeira vez o Liverpool pode vencer o Mundial. Nós vamos tentar dar o nosso melhor", afirmou o goleiro da seleção brasileira.

Na semifinal, o Liverpool sofreu para superar o Monterrey, por 2 a 1. E Alisson reconheceu que o time teve atuação ruim, precisando melhorar seu desempenho para bater o Flamengo na decisão deste sábado. "Jogamos contra o Monterrey, o futebol é o mesmo, no entanto, os clubes diferem em termos de estilo. O time mexicano fez uma partida muito difícil e não jogamos a melhor partida. Mas amanhã tenho certeza de que não pouparemos esforços para vencer o Flamengo", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.