Aliviado, Giovanni enaltece Luxemburgo e crava: 'Cruzeiro vai brigar em cima'

Aliviado, Giovanni enaltece Luxemburgo e crava: 'Cruzeiro vai brigar em cima'

Time mineiro bateu o Brusque por 2 a 1, fora de casa, pela 16.ª rodada

Redação, Estadão Conteúdo

07 de agosto de 2021 | 17h22

Demorou nove jogos, mas o Cruzeiro voltou a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time mineiro bateu o Brusque por 2 a 1, fora de casa, pela 16.ª rodada. Autor de um dos gols da partida, Giovanni mostrou alívio com o resultado, que tira a equipe momentaneamente da zona de rebaixamento, e falou com otimismo sobre o clube lutar pelo acesso.

"Estávamos merecendo a vitória há muito tempo. Nosso grupo é trabalhador. Estamos lutando diariamente para sair dessa situação. É um grupo de homens que assumem a responsabilidade, mas os resultados não estavam vindo. Estou contente por termos vencido. O importante hoje foi a vitória e vamos trabalhar firme porque temos dois jogos em casa e vamos sair dessa situação", ressaltou o atleta.

Giovanni também foi só elogios a Vanderlei Luxemburgo, que em sua reestreia pela equipe celeste foi logo conquistando um triunfo dramático nos minutos finais do duelo. O treinador mostrou estar com pé quente.

"Fico muito feliz com a chegada do professor Vanderlei Luxemburgo. Ele tem uma história incrível no Cruzeiro. Temos que agradecer a ele por aceitar esse desafio, que é muito difícil. Ele chegou, nos abraçou e foi direto e reto. Eu particularmente gostei demais. Vamos entrar forte nesses dois jogos que faltam do primeiro turno para começar a brigar pela parte de cima", concluiu o atleta.

Com o resultado, o Cruzeiro vai momentaneamente para a 15.ª colocação com 16 pontos, três da zona de rebaixamento, conseguindo aliviar um pouco da pressão em cima do elenco. Luxemburgo terá três dias de treinos antes do confronto contra o Vitória, marcado para quarta-feira, às 19 horas, no Mineirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.