Aliviado, Márcio quer misto contra River

O técnico Márcio Bittencourt, do Corinthians, disse neste domingo que irá dormir tranqüilo pela primeira vez nos últimos dez dias. A vitória diante do Atlético-PR, no Pacaembu, por 2 a 0, deu sobrevida ao treinador no cargo e salvou seu pescoço pelo menos nesta rodada. Os três pontos quebraram o jejum de quatro partidas sem vencer no Brasileiro e mantiveram o Corinthians na briga pelo título. ?Eu sempre tive respaldo da diretoria corintiana. E isso sempre me deu tranqüilidade para fazer o meu trabalho da melhor maneira possível. Mas confesso que poderei dormir bem pelo menos um dia. Sei, no entanto, que essa tranqüilidade vai somente até quarta-feira, quando o time tem outra partida. A nossa vida é essa?, comentou o técnico, no vestiário.O vice-presidente de futebol, Andrés Sanchez, garantiu o treinador no cargo. Disse até que ele permaneceria mesmo se não tivesse ganhado o jogo. ?Não podemos analisar o trabalho do técnico por um jogo ou por alguns resultados. Temos de ver o dia-a-dia dele.? O cartola informou ainda que Tevez foi multado em US$ 20 mil (20% do seu salário) por ter usado um agasalho do Manchester United, clube inglês, para dar entrevista no Parque São Jorge, quinta-feira. ?Isso não pode voltar a acontecer?, disse.Márcio Bittencourt ainda insinuou ontem que deverá usar uma equipe mista para enfrentar o River Plate na Copa Sul-Americana, quarta-feira, no Morumbi. O Pacaembu está reservado para um show de rock. ?Eu e a diretoria queremos ganhar o Brasileiro. Então, vamos pensar com calma no que fazer quarta-feira.? Tevez, expulso contra o Goiás no segundo jogo da primeira fase, está fora. O zagueiro Sebá e o lateral-esquerdo Ronny, que cumpriram suspensão ontem, poderão ser usados contra o River.Política - A oposição corintiana à parceria com a MSI começa a se reorganizar. Depois de esmagados pelo presidente Alberto Dualib e por Kia Joorabchian, presidente da MSI, quando da assinatura do contrato, conselheiros que tentaram evitar o acordo na época querem aproveitar o clima de separação entre Dualib e Kia para agitar a vida política do clube. Romeu Tuma Jr., deputado pelo PPS, tenta articular na Assembléia uma CPI que investigue o futebol paulista. Apesar das rusgas entre Dualib e Kia, não será fácil mudar a situação. Jorge Kalil, do Conselheiro Deliberativo, disse que conversou com Dualib por telefone ? ele está em Londres ? e recebeu boas notícias. ?Os investidores disseram que não vão romper o contrato com o clube. E que as verbas solicitadas serão acertadas em breve.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.