Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Aliviado, Valdivia chora após Palmeiras evitar rebaixamento

Meia afirma que atuou no sacrifício contra o Atlético-PR, neste domingo; chileno também destaca entrega de jogadores mais novos

CIRO CAMPOS e Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

07 de dezembro de 2014 | 19h29

A temporada acabou com um sentimento duplo no Palmeiras. Os jogadores saíram de campo neste domingo, após o empate com o Atlético-PR na arena, quando o time assegurou a permanência na divisão de elite, admitindo a fraca campanha no Brasileirão, mas, ao mesmo tempo, celebraram a superação por terem conseguido escapar do vexame histórico do rebaixamento.

"Estou emocionado porque sofri muito neste ano. Eu sofri muito nessa semana porque até quinta-feira eu estava bem, e na sexta comecei a sentir dores. E a gente já não podia faltar nesse jogo, era um jogo importante, meu filho me pediu para jogar. E agora estou aqui", disse Valdivia, ao sair do gramado. Depois de jogar os 90 minutos no sacrifício - mesmo assim, teve uma boa atuação -, o meia chileno estava emocionado e foi bastante celebrado pela torcida.

Valdivia também destacou a superação do grupo, principalmente a dos jovens recém-saídos da base. Para ele, jogadores como João Pedro, Victor Luís, Nathan e Renato demonstraram muita personalidade num momento difícil do clube. "Essa garotada soube se colocar na família de cada jogador, de cada torcedor que veio aqui. Eles se seguraram muito bem", disse o chileno, que fez tratamento intensivo nos últimos dias para poder jogar neste domingo - tinha um edema na coxa esquerda.

"Não conseguimos a vitória, mas o importante foi que o Palmeiras conseguiu ficar na primeira divisão. Vamos pensar em 2015 para poder colher os frutos e que o Palmeiras possa brigar por títulos", disse o atacante Henrique, após o apito final. Ele marcou o gol do empate na partida deste domingo e foi um dos poucos a continuar no campo depois do encerramento da partida. A maioria preferiu se dirigir aos vestiários.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasValdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.