Massimo Pinca/Reuters
Massimo Pinca/Reuters

Allegri minimiza jejum e vê CR7 como 'grande vantagem' para Juventus

Equipe de Turim enfrenta o Atlético de Madrid nesta terça-feira e precisa reverter resultado de 2 a 0

Redação, Estadão Conteúdo

11 de março de 2019 | 20h16

Grande nome do Real Madrid na conquista do tricampeonato consecutivo da Liga dos Campeões nas últimas três temporadas, Cristiano Ronaldo vive realidade bem diferente nesta edição do torneio. Vestindo as cores da Juventus, o português não tem mantido o nível das atuações e marcou somente uma vez na competição.

Mesmo assim, o técnico Massimiliano Allegri fez questão de exaltá-lo. Nesta segunda-feira, o comandante da Juventus considerou Ronaldo uma "grande vantagem" para a equipe italiana no confronto decisivo das oitavas de final diante do Atlético de Madrid, terça, em Turim.

"Ele já marcou tantos gols nesta competição que tê-lo jogando no nosso lado é uma grande vantagem. Ele também marcou menos gols porque não jogou todas as partidas", disse Allegri, lembrando da expulsão do português no confronto diante do Valencia, pela fase de grupos.

Até o momento, Ronaldo disputou seis partidas pela Juventus na Liga dos Campeões, com apenas um gol marcado. O time italiano se apoia no ótimo retrospecto do português diante do Atlético de Madrid. Em 32 partidas diante deste rival, ele já marcou 22 vezes.

Um bom desempenho de Ronaldo é fundamental se a Juventus quiser seguir viva na Liga dos Campeões, uma vez que caiu por 2 a 0 na ida, em Madri, e precisa vencer por pelo menos três gols de vantagem para avançar no tempo normal. O argentino Dybala é outro que pode ajudar, mas Allegri fez mistério sobre sua escalação.

"Eu não vou dizer se o Dybala vai jogar. Sem o Douglas Costa (contundido), não tenho opções no banco com estas características. Eu vou decidir amanhã quem vai jogar", comentou o técnico. "Vamos precisar de velocidade e agressividade, mas também do apoio do nosso público."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.