Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Allianz Parque chega a acordo com empresa para instalar grama sintética na arena

Palmeiras deve ter na próxima temporada piso novo tanto no estádio quanto no centro de treinamento

Redação, O Estado de S. Paulo

12 de novembro de 2019 | 16h36

Gestores do Allianz Parque realizaram uma reunião na noite de segunda-feira e avançaram nas conversas para colocar gramado sintético no estádio do Palmeiras. Os administradores da arena e a empresa que vai realizar o serviço entraram em acordo técnico e financeiro para a instalação do novo piso. Restam  detalhes para clube e a arena considerarem a troca do gramado como certa. A informação foi publicada inicialmente pelo portal UOL e confirmada pelo Estadão.

"O Allianz Parque esclarece que na noite da última segunda-feira houve avanço nas negociações, chegando a um acordo técnico e financeiro com a empresa Soccer Grass, representante no Brasil da GreenFields, marca holandesa que produz o mais avançado sistema de grama sintética do mundo", informou em nota os gestores do Allianz Parque. "No entanto, ainda existem outras etapas do acordo a serem concluídas. Elas impedem neste momento um anúncio oficial", diz o texto.

Nas próximas semanas o Palmeiras e a arena devem finalizar os detalhes e cuidarem juntos do cronograma de troca do piso. Assim como o Allianz Parque terá um gramado sintético, a Academia de Futebol também terá um dos campos reformulados com a nova grama. A tendência é a mudança ser realizada apenas no começo do próximo ano. Tanto o clube quanto a administradora aprovam a ideia para fazer com o que o campo não tenha mais problemas com a qualidade e manutenção de seu estado. O CT seria trocado para que os jogadores pudessem se adequar mais facilmente ao piso, uma vez que eles não treinam no estádio.

O valor da troca não foi revelado. No estádio, quem pagará pela transformação será o próprio Allianz Parque, enquanto que o Palmeiras vai bancar a instalação do novo piso na Academia de Futebol. A grama sintética a ser utilizada não é a mesma presente na Arena da Baixada, em Curitiba, campo do Athletico, mas uma variedade mais moderna dela, inspirada em modelos utilizados em estádios da Holanda.

Em 13 de outubro, uma comitiva do Palmeiras composta pelo diretor de futebol Alexandre Mattos, o vice-presidente Alexandre Zanotta e o coordenador de fisioterapia do clube Jomar Ottoni, além de um representante da WTorre, viajou para a Holanda. O grupo foi conhecer a fábrica da Greenfields, empresa considerada referência em grama sintética no mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasAllianz Parque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.