Felipe Rau/Estadão - 24/10/2014
Felipe Rau/Estadão - 24/10/2014

Allione admite falha no passado e promete mudanças no Palmeiras

Após atravessar problemas no ano passado com o técnico Dorival Júnior, argentino cai nas graças de Oswaldo de Oliveira

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

28 de janeiro de 2015 | 19h53

O meia Allione parece ser um dos jogadores preferidos do técnico Oswaldo de Oliveira. Desde o primeiro treinamento realizado na pré-temporada, o argentino sempre esteve no time titular e teve boas atuações nos dois amistosos contra Shandong Luneng e Red Bull Brasil. Começar o ano em alta é uma conquista para o jogador, que ano passado teve problemas com o técnico Dorival Júnior, assim como seus conterrâneos Tobio, Mouche e Cristaldo.

"Se ele acha que tivemos algum problema, ele tinha todo o direito de ver quem não estava jogando no seu nível. Eu também fui expulso duas vezes quando entrei. Agora estou melhorando para aproveitar as oportunidades. Nunca havia sido expulso, mas foram erros que eu mesmo cometi. Vou mudar porque sei que é importante para mim e para a equipe", disse o meia.

Sob o comando de Oswaldo de Oliveira, Allione tem atuado mais pelo lado esquerdo, acompanhado por um outro jogador pelo meio e um terceiro caindo pela direita. A mudança de posicionamento, em comparação ao ano passado, parece deixar o jogador mais à vontade. "A formação de que o Oswaldo gosta é a que estamos usando, com três meias. Sei que, quando me contrataram, muita gente disse que eu era um jogador que poderia ser referência e vou trabalhar para cumprir essa expectativa. Não estou dizendo que vai acontecer, mas farei de tudo para conseguir", assegurou.

Allione será titular na partida contra o Audax, neste sábado, às 17 horas, pela estreia do Palmeiras no Campeonato Paulista. O time deve ser Fernando Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Renato, Gabriel, Allione e Robinho; Maikon Leite e Leandro Pereira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.