Aloísio renova com o São Paulo até fevereiro de 2010

Com medo de perder o atacante, diretoria corre e renova o contrato do jogador por mais duas temporadas

11 de fevereiro de 2008 | 17h50

Um dos heróis da conquista do Mundial de Clubes de 2005, o atacante Aloísio, de 33 anos, renovou contrato com o São Paulo até o dia 14 de fevereiro de 2010. O atual compromisso do jogador terminaria no próximo dia 31 de dezembro. "Estou feliz, porque nunca escondi meu amor pelo clube. Será muito bom jogar mais dois anos aqui", declarou Aloísio.   Veja também: Santos reclama de árbitro e São Paulo reclama do adversário   Considerado pela comissão técnica como um dos jogadores mais importantes do elenco, pela função que desempenha em campo, Aloísio teria recebido propostas de clubes dos Emirados Árabes, no mês passado, mas a oferta foi recusada, pois não satisfez os dirigentes são-paulinos. "Espero conquistar muitos outros títulos e colocar outros quadros na parede", diz o atacante, em referência aos pôsteres expostos no CT da Barra Funda.   A permanência de Aloísio diminui um pouco a preocupação da comissão técnica são-paulina com o ataque do time. Até agora, Adriano não correspondeu às expectativas e outros jogadores, como Borges e Dagoberto (que se recupera de uma lesão muscular), também vêm tendo atuações discretas desde o início do Campeonato Paulista.   Como assegurou o atacante, o clube não precisará, por um bom tempo, procurar um centroavante com suas características. "A função que o Aloísio desempenha é uma das mais difíceis no futebol, porque ele tem de ser muito forte, jogar de costas para os zagueiros, e saber preparar os lances para os outros atacantes", descreveu o técnico Muricy Ramalho.   Mas não é por sua força física que Aloísio ficará na memória da torcida. Foi graças a um passe seu, de três dedos, para Mineiro, que o São Paulo derrotou o Liverpool por 1 a 0 e se sagrou campeão do Mundial de Clubes, em Yokohama, no Japão. "Todos os dias que eu entro em campo, lembro daquele lance", contou Aloísio, que já defendeu o São Paulo em 96 jogos e marcou 21 gols. Além do Mundial, conquistou o bicampeonato brasileiro em 2006 e 2007.   Entre outros clubes, Aloísio também defendeu o Atlético-PR, o Goiás, os franceses Saint-Étienne e Paris Saint-Germain e o Rubin Kazan, da Rússia.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCAloísio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.