Althoff critica apoio a Teixeira

?São 27 presidentes de federação de um lado e a população brasileira de outro?, disse hoje o relator da CPI do Futebol, senador Geraldo Althoff (PFL-SC), ao tomar conhecimento da moção em que os presidentes das federações de futebol apoiam a permanência de Ricardo Teixeira na presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).Althoff lembrou que a CPI pediu ao Ministério Público que indicie Teixeira por crimes contra a ordem tributária e financeira, apropriação indébita e perjúrio. ?Ficou provado que ele não tem condições morais para administrar o futebol brasileiro?, disse. Na votação do relatório da CPI, aprovado por unanimidade, o presidente da comissão, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), fez um apelo para que Ricardo Teixeira deixasse a CBF. Segundo ele, a presença do dirigente pode comprometer o desempenho da seleção brasileira no Copa do Mundo.Dias se encontra em Barcelona, Espanha, como convidado de uma fundação ligada ao futebol para falar sobre o resultado das investigações no futebol. De acordo com seus assessores, os empresários espanhóis são os maiores interessados pelas informações do senador. O ministro de Esporte e Turismo, Carlos Melles, que se encontra em Lisboa, se uniu aos senadores na tentativa de provocar a renúncia de Teixeira. Mais de uma vez, em novembro, ele conversou a sós com o dirigente sobre a conveniência dele deixar o cargo, mas não foi bem sucedido. A resposta de Ricardo Teixeira era a de que não iria se mexer enquanto tivesse o apoio dos presidentes das federações.

Agencia Estado,

23 de janeiro de 2002 | 19h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.