Daniel Roland / AFP
Daniel Roland / AFP

Alusão a juiz nazista gera problemas em cúpula do futebol alemão

Presidente da federação de futebol da Alemanha, Fritz Keller, pediu desculpas após citar Roland Freisler

EFE, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2021 | 23h30

A alusão do presidente da federação de futebol da Alemanha (DFB), Fritz Keller, a um juiz nazista gerou incômodo e reprovação em lideranças do esporte no país e levou a um pedido público de desculpas. 

A ofensa de Keller ocorreu em uma reunião na última sexta-feira e agora veio à tona na edição online do "Der Spiegel". De acordo com a publicação, o dirigente se referiu a seu vice-presidente, Rainer Koch, como um 'Freisler'. 

Ao fazer isso, ele fazia alusão ao ex-presidente do Tribunal Popular do Terceiro Reich, Roland Freisler, um temido juiz nazista. 

A alusão é duplamente séria, já que Koch é juiz. Ela também vem em meio a fortes tensões internas na DFB, definidas na mídia alemã como uma luta de poder entre Keller e seu secretário-geral, Friedrich Curtius. A DFB não confirmou nem negou o incidente, mas fontes de dentro da entidade disseram, de acordo com o jornal "Bild", que Keller pediu desculpas pelo que aconteceu, mesmo por escrito, a Koch, que por sua vez aceitou sua explicação. 

Freisler foi um dos participantes da Conferência de Wannsee, em 1942, fora de Berlim, onde representantes de alto escalão do regime nazista elaboraram a chamada "solução final" - o extermínio de judeus. 

O vice-presidente da DFB é integrante do Tribunal Distrital de Munique. De acordo com o "Der Spiegel", o secretário-geral apresentou uma queixa ao comitê de ética da federação sobre a ofensa feita pelo rival. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.