Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Alvaro Pereira passa em teste e reforça o São Paulo nesta quarta

Recuperado de concussão sofrida no jogo com o Criciúma, uruguaio fez testes neurológicos nesta terça e está liberado para atuar

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

12 de agosto de 2014 | 16h41

Recuperado de uma concussão sofrida no jogo contra o Criciúma, Alvaro Pereira está liberado para defender o São Paulo contra o Bragantino, nesta quarta-feira, às 22 horas, no Morumbi. O uruguaio passou por testes neurológicos nesta terça antes do treino e ganhou aval para voltar a atuar.

Alvaro virou desfalque de última hora contra o Vitória, rival do último domingo, pelo Campeonato Brasileiro, após os médicos do clube dizerem que ele não havia passado no mesmo teste - semelhante ao psicotécnico, que avalia as capacidades cognitivas - e resolveram poupá-lo. A decisão o pegou de surpresa e o deixou irritado.

Os médicos do São Paulo sofreram forte pressão após terem liberado o uruguaio para voltar a campo após desmaiar por causa de um choque no gramado. A exemplo do que fez na Copa do Mundo, quando sofreu trauma semelhante, Alvaro se recusou a sair, mas depois chegou a admitir em entrevistas que não se lembrava de alguns lances da partida, incluindo o gol de Alan Kardec, que nasceu após uma recuperação de bola sua.

Desta forma, Alvaro deve reforçar a equipe contra o Bragantino nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. No jogo de ida, o time tricolor venceu por 2 a 1. Com isso, pode até mesmo perder por 1 a 0 que passa de fase. A dúvida é saber se Muricy Ramalho escalará a equipe principal ou se poupará jogadores de olho no clássico de domingo contra o Palmeiras, no Pacaembu, pelo Brasileirão.

Alguns desfalques já estão confirmados para o duelo desta quarta: Antonio Carlos, com estiramento na panturrilha esquerda, e Alan Kardec, que já defendeu o Palmeiras na Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCAlvaro Pereira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.