Alvo de racismo, Márcio Chagas apitará final do Gaúcho

Vítima de racismo durante uma partida em Bento Gonçalves na fase de classificação do Campeonato Gaúcho, o árbitro Márcio Chagas da Silva terá a função de trabalhar a partida mais importante da competição. Nesta quinta-feira ele foi escalado para atuar no Gre-Nal decisivo do Gauchão, dia 13 de abril, provavelmente no Beira-Rio.

AE, Agência Estado

27 de março de 2014 | 17h17

A primeira partida da decisão, neste domingo, às 16h, na Arena Grêmio, terá Leandro Vuaden no comando do trio de arbitragem, acompanhado de José Antônio Filho e Rafael da Silva Alves. Já no jogo de volta Márcio Chagas será assistido por Marcelo Bertanha Barison e Júlio César dos Santos.

No dia 5 de março, Márcio Chagas ouviu xingamentos como "macaco safado" antes, no intervalo e após o jogo Esportivo x Veranópolis,. Além disso, encontrou seu carro amassado, arranhado e com bananas no capô e no teto.

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul puniu o Esportivo com a perda de cinco mandos de campo e multa de R$ 30 mil. Os árbitros acharam a punição branda e chegaram a protestar durante a rodada do dia 16 de março. Na ocasião, os quartetos de arbitragem se alinhavam no meio do gramado antes dos jogos e permaneciam, parados, com os braços cruzados, em ato de protesto.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolracismoCampeonato Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.