Mailson Santana/Divulgação
Mailson Santana/Divulgação

Alvo do Palmeiras, Abel Braga quase treinou o clube em 2009

Atual técnico do Fluminense esteve na mira da equipe para substituir Vanderlei Luxemburgo, mas acabou preterido

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

22 Novembro 2017 | 07h00

O técnico Abel Braga, atualmente no Fluminense, é a prioridade no Palmeiras para a próxima temporada e já esteve no radar alviverde anos atrás. Em junho de 2009, a diretoria da equipe paulista também pensou no treinador carioca como uma das possibilidades para assumir a equipe para a vaga de Vanderlei Luxemburgo, mas acabou por apostar na ocasião em Muricy Ramalho.

+ Clube deve fechar com Lucas Lima até semana que vem

+ Palmeiras vai jogar finais de sub-11 e sub-15 na arena

Naquela época Abel trabalhava nos Emirados Árabes Unidos no comando do Al Jazira. "Acabei de renovar por dois anos, tenho multa alta para sair, mas se for procurado, vou conversar com o xeque. Gostaria de ir (para o Palmeiras)", disse o treinador em entrevista ao Estado na ocasião. A multa na época era de cerca de R$ 4,5 milhões.

O valor alto foi justamente um dos fatores que desanimou o Palmeiras de fechar a vinda dele naquela época. O clube preferiu em 2009 esperar Muricy, que havia acabado de deixar o São Paulo, em junho, após mais de três anos no comando. O treinador só veio a assumir o clube alviverde quase um mês depois do primeiro contato. Enquanto isso, o interino Jorginho é quem dirigiu a equipe.

No momento atual Abel é o nome mais forte para assumir o Palmeiras. A diretoria já definiu que Alberto Valentim não será o comandante na próxima temporada e, inclusive, propôs a ele um novo contrato como auxiliar técnico. Antes de pensar no atual treinador do Fluminense, a diretoria pensou em Mano Menezes, que renovou com o Cruzeiro.

Abel Braga chegou ao Fluminense no fim de 2016 e nesta semana admitiu em entrevista coletiva que pode deixar o comando da equipe carioca. Em mais de 30 anos de carreira, o treinador jamais trabalhou em um dos clubes da capital paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.