Amanhã é dia de definição no Corinthians

Nesta segunda-feira o técnico Tite tem seu quarto e mais importante encontro com o iraniano Kia Joorabchian, presidente da MSI. Um não vai muito com a cara do outro, ninguém desmente isso, mas, por ser inevitável a reunião, eles irão definir à tarde os últimos detalhes do contrato de renovação do treinador com o Corinthians.As chances de Tite não permanecer no clube existem, mas são pequenas - ele quer ficar e Kia, sem outra alternativa, dá o braço a torcer. Entretanto, o empresário do treinador, Gilmar Veloz, luta para melhorar os valores do novo acordo. Nos últimos meses, enquanto a parceira corintiana não se decidia pelo técnico de 2005 e pouco antes de a empresa levar o fora de Vanderlei Luxemburgo, que quis se manter no Santos, Tite flertou com outros clubes. "Tive sondagens do Brasil (Santos, Cruzeiro, Flamengo e Fluminense) e uma ótima proposta do Japão", contou o treinador na última semana.Valorizado pelo interesse alheio, Tite pedirá aumento ao todo-poderoso executivo da MSI. Algo em torno de 80% a mais de salário, garante uma fonte próxima ao técnico.Na reunião, ainda sem local definido, estarão Kia, o técnico, Gilmar Veloz e, provavelmente, o diretor de futebol do Corinthians, Paulo Angioni, que neste domingo não tinha muitas informações sobre o encontro. "Espero conversar com Tite informalmente sobre o que será o futuro da equipe e começar a definir os rumos para a próxima temporada", revelou Angioni. Então, ele está confirmado para o próximo ano? "Bom, quem define isso não sou eu, mas acredito que amanhã os últimos detalhes se acertam", respondeu o diretor do Corinthians.O empresário iraniano, chateado com as declarações de Tite - ele afirmou, em outubro, que deixaria o clube caso a MSI se tornasse parceira do Corinthians -, pediu ao treinador, há 12 dias, para, a partir daquela data, resolver todos os problemas internamente, não externá-los à opinião pública. Uma bronca, certamente, mas também um sinal de que eles continuarão trabalhando juntos.Fechada a renovação, Tite começa a decidir os prováveis reforços. O meia Roger, do Benfica, é o principal nome da lista. Seu procurador, Mauro Azevedo, aguarda contato da MSI. "Ainda não falaram comigo. Estou esperando", contou o empresário do jogador neste domingo. "O Corinthians é o único clube do País capaz de pagar os valores pedidos pelos portugueses (R$ 4 milhões), só que ainda não me procuraram."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.