José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Amargando a reserva do São Paulo, Lúcio treina mais que todos

Zagueiro trabalhou pesado nesta quinta-feira com os jogadores que não enfrentaram o São Bernardo

PAULO FAVERO, Agência Estado

21 de março de 2013 | 21h04

O zagueiro Lúcio, barrado na equipe titular do São Paulo, treinou nesta quinta-feira com os jogadores que não enfrentaram o São Bernardo, na quarta-feira, e mesmo após o final da atividade ficou fazendo um trabalho específico com o preparador físico Sergio Rocha. Ele fez exercícios de velocidade a fim de melhorar o condicionamento físico.

O pentacampeão mundial chegou ao São Paulo badalado como o grande reforço da temporada. Foi apresentado com pompas e logo de cara mostrou um bom futebol. Mas aos poucos seu rendimento foi piorando e o ponto crucial da crise foi quando o jogador, substituído diante do Arsenal, na Argentina, pela Copa Libertadores, mostrou um grande descontentamento.

Visivelmente contrariado, ele preferiu não ficar no banco de reservas com seus companheiros e foi antes de todo mundo para o ônibus da delegação. A diretoria viu o gesto como uma forma de reclamar de ter sido sacado do time. Depois, Lúcio ainda deu declarações que colocaram o técnico Ney Franco na berlinda.

O treinador fez uma reunião com o grupo, falou grosso e tomou as rédeas da situação. Lúcio, por sua vez, acabou pedindo desculpas para o comandante e para o elenco, mas isso não evitou que fosse parar na reserva, também pela boa fase da dupla que assumiu a zaga, Rafael Toloi e Edson Silva. Contra o São Bernardo, o zagueiro ficou o tempo todo no banco e no treino desta quinta mostrou muita dedicação.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCLúcio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.