Arquivo/AE
Arquivo/AE

Amauri afirma que está à disposição da seleção italiana

Atacante conta que estará com o passaporte em setembro e fala em pagar à Itália tudo o que ela lhe deu

AE-AP, Agência Estado

23 de junho de 2009 | 09h03

O atacante brasileiro Amauri voltou a se oferecer para a seleção italiana. Depois de ver a campeã mundial de 2006 eliminada na primeira fase da Copa das Confederações, o jogador da Juventus colocou-se à disposição do técnico Marcelo Lippi.

"No dia primeiro de setembro eu terei meu passaporte italiano e isso para mim é uma honra, porque eu já vivo feliz aqui há dez anos", disse o jogador ao diário esportivo La Gazzetta dello Sport.

"Como disse o técnico, assim que eu tiver a cidadania italiana ele vai passar a me considerar. Já disse antes que vestir a camisa da Azzurra seria uma forma de pagar tudo o que este país já me deu", afirmou Amauri, de 29 anos.

O atacante deixou o Brasil ainda jovem e sem jogar como profissional. Na Itália, passou por Napoli, Bellinzona, Piacenza, Messina, Chievo e Palermo, até chegar à Juventus. Ele chegou a ser convocado pelo técnico Dunga para a seleção brasileira, mas não teve a liberação do clube.

Agora, com o ataque do Brasil funcionando bem - além das muitas opções que Dunga passou a ter -, Amauri deixou de ser comentado como possível jogador de seleção. A Itália, por outro lado, ainda procura uma formação ideal no setor.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolItáliaAmauri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.