Ameaça da torcida ainda assusta Fábio

Após o treinamento de hoje no Parque São Jorge, o zagueiro Fábio Luciano ainda estava assustado com a reação dos torcedores corintianos na partida de sábado, em Matão, contra a Matonense, pelo Campeonato Paulista. No início do segundo tempo, ele foi diretamente abordado pelos invasores e chegou a levar um empurrão. "Os torcedores têm direito de reclamar fora de campo, mas fico preocupado com esta atitude, porque a qualquer momento pode acontecer algo mais grave", destacou. O jogador reiterou que seria incapaz de revidar as ameaças com algum gesto agressivo. "Isso não faz parte da minha índole. Só fico chateado porque se chegaram a este ponto é porque não estão satisfeitos com o rendimento do time", afirmou. Para o zagueiro, as ameaças da torcida não foram as causas de sua expulsão, aos 25 minutos da etapa final. "Foi minha primeira falta no jogo, não estava descontrolado emocionalmente", garantiu. Fábio Luciano, no entanto, discordou da opinião do técnico Wanderley Luxemburgo, que atribuiu parte da derrota às expulsões do zagueiro e do volante André Luiz. "O time ainda fez dois gols sem a minha presença. Mas vou tentar evitar que isso se repita", observou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.