Ameaça de greve adia campeonato uruguaio

O campeonato uruguaio de futebol de 2004 vai começar apenas no dia 13 de março, com duas semanas de atraso em relação ao previsto, em conseqüência da ameaça de greve dos jogadores. Nesta semana, o sindicato dos atletas deu um ultimato aos presidentes de clubes, exigindo aumento nos salários dos jogadores - tanto da 1ª como da 2ª divisão. Os dirigentes decidiram, então, adiar o início da competição para que os clubes ganhem um tempo maior para negociar.De acordo com o sindicato, os atletas já haviam decidido iniciar uma greve, impedindo o início do torneio Classificatório - que abre a temporada 2004 - e que estava previsto para começar no dia 27 de fevereiro. A entidade lembrou ainda que a medida iria afetar os clubes que participam da Copa Libertadores da América - casos de Nacional, Peñarol e Fênix - e a seleção uruguai, que disputa as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006.Praticamente todos os principais clubes uruguaios estão mergulhados em dívidas. Com um público cada vez menor nos estádios e sem fontes alternativas de receita, os dirigentes argumentam que não têm dinheiro para pagar os salários exigidos pelos jogadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.