Ameaçado, árbitro sueco deixa arbitragem

O árbitro sueco Anders Frisk anunciou hoje sua aposentadoria do futebol. Ele justificou sua decisão pelas ameaças de morte feitas por torcedores do Chelsea a ele e a sua família. ?Nunca voltarei a entrar num campo de futebol, não me atrevo a seguir, não vale a pena. É muito trágico, mas, infelizmente, o futebol está assim em 2005?, afirmou o árbitro em uma entrevista ao diário Aftonbladet. Durante a partida entre Barcelona e Chelsea, pela Copa dos Campeões, no dia 23 de fevereiro, o árbitro sueco cumprimentou o técnico da equipe catalã, o holandês Frank Rijkaard, após o jogo. Frisk teria recebido uma pressão durante o intervalo e expulsou um jogador inglês durante o segundo tempo, o que gerou a ira dos torcedores e dirigentes do Chelsea. Segundo Anders Frisk, a decisão de se aposentar aconteceu na última quinta-feira à noite, quando recebeu uma nova ligação e comunicou à UEFA o ocorrido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.