Ameaçado de rebaixamento, Bochum demite técnico

Ameaçado de rebaixamento, o Bochum demitiu nesta quinta-feira o técnico Heiko Herrlich, restando duas rodadas para o encerramento do Campeonato Alemão. A equipe caiu de rendimento nas últimas rodadas e acumula dez jogos sem vitórias. Além disso, perdeu sete das últimas oito partidas que disputou.

AE, Agência Estado

29 de abril de 2010 | 09h46

Dariusz Wosz, ex-jogador do Bochum e que trabalha nas categorias de base do clube, vai dirigir o time nas rodadas finais do Campeonato Alemão. O clube vai enfrentar o Bayern de Munique no fim de semana e medirá forças com o Hannover, que também luta contra o rebaixamento, na última rodada.

No momento, o time está em 16º lugar no Campeonato Alemão, com 28 pontos, e disputará um playoff contra o terceiro colocado da segunda divisão se permanecer nesta posição

Herrlich assumiu o comando do Bochum em outubro, após a demissão de Marcel Koller. Frank Heinemann dirigiu a equipe interinamente em cinco partidas. Sob o comando de Herrlich, o time venceu quatro jogos, empatou oito e perdeu dez. Ele é o segundo técnico a ser demitido na elite do futebol alemão nesta semana, já que Bruno Labbadia perdeu seu emprego no Hamburgo na segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBochumHeiko Herrlich

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.