Fábio Motta/AE - 08/03/2010
Fábio Motta/AE - 08/03/2010

Ameaçado, Flamengo faz jogo decisivo no Chile

Time rubro-negro encara o Universidad Católica, às 21h50, em busca de uma vaga nas oitavas da Libertadores

AE, Agência Estado

14 de abril de 2010 | 09h02

O Flamengo vai encarar nesta quarta-feira a sua primeira decisão nesta edição da Libertadores. Se for derrotado pela Universidad Católica, a partir das 21h50, em Santiago, no Chile, o time carioca ficará em situação bastante difícil para conseguir a vaga nas oitavas de final - passará a depender de uma combinação de resultados na última rodada para avançar.

Um empate nesta quarta-feira não é mal visto na Gávea. Mas uma vitória deixaria o Flamengo a um passo da classificação para as oitavas de final da Libertadores - depois, bastaria vencer o Caracas, no Maracanã, no dia 21 de abril, para ficar com a vaga.

O volante Willians admitiu que o momento da equipe na Libertadores é muito complicado e dramático. "A vitória pode nos adiantar muito em termos de classificação, assim como uma derrota praticamente nos tira da Libertadores", resumiu o jogador. "Esse jogo representa muito."

Numa decisão, qualquer treinador torce para não ter desfalques no time. Mas Andrade não teve tanta sorte. Ele, mais uma vez, não vai poder contar com o grande destaque do time do Flamengo: o atacante Adriano, que está contundido.

Diante disso, Andrade ainda não definiu quem vai atuar ao lado de Vágner Love no ataque. Para completar, o meia Michael, machucado, também está vetado. Assim, Petkovic, Bruno Mezenga, Vinícius Pacheco e Fierro disputam as duas vagas no time.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa LibertadoresFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.