Ameaçado, treinador voltará ao Brasil

O treinador brasileiro da Seleção do Vietnã, Edson "Dido" Silva, foi ameaçado de morte por desconhecidos e até já teria mandado sua família de volta para o Brasil. Dido, que em dezembro assumiu o comando da equipe, assinou contrato com duração de um ano, tornando-se o quinto treinador a ocupar o posto em um espaço de cinco anos.Leia a íntegra no JT

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.