América e Mogi com objetivos opostos

O América recebe o Mogi Mirim, neste domingo, pela 12.ª rodada do Campeonato Paulista. Os dois times entram em campo buscando objetivos opostos. O time de São José do Rio Preto está na 14.ª colocação, somando 12 pontos e esperando confirmar a vitória em casa para se distanciar cada vez mais da zona do rebaixamento. Já o visitante, de campanha surpreendente, ocupa a vice-liderança, com 25 pontos, e luta para ficar o mais próximo possível do líder São Paulo, que tem quatro pontos a mais."O Mogi montou um grande time, mas jogando em casa, temos que buscar os três pontos, para aliviar nossa situação", garante o técnico Roberval Davino. Pelo lado, do Mogi Mirim o pensamento não é só na vitória, mas também no título. "Eu disse que se passássemos pelo Atlético Sorocaba iríamos em busca do título. É o que faremos", retruca o técnico Serrão.Davino não poderá contar mais uma vez com o lateral-esquerdo Paulo Santos, que se recupera de contusão. Mas os problemas não param aí. O volante Du e o zagueiro Émerson, levaram o terceiro cartão amarelo no empate sem gols com o União Barbarense e também estão descartados.No Mogi, Serrão resolveu mudar o esquema 3-5-2, optando pelo esquema 3-6-1. Tudo por causa do desfalque de Gabriel, que fazia dupla de ataque com Mendes, além da ausência do centroavante Fábio Costa que já se recuperou de contusão mas não está 100% fisicamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.