América espera chegar entre os cinco

Durante toda a semana o técnico do América, Roberval Davino, alimentou a esperança de ter o time completo para o temido confronto com o Santos, na Vila Belmiro, às 18 horas deste domingo, pela 13.ª rodada do Campeonato Paulista. No entanto, as duas dúvidas que existiam acabaram se resolvendo para o lado negativo e Davino terá dois desfalques para tentar chegar à quinta partida consecutiva sem derrotas.Os bons resultados já tiraram o time americano das últimas colocações e no momento ocupa a 12.ª posição, com 15 pontos. Roberval Davino, que na sexta-feira foi cotado para assumir o Paysandu, continua confiante na chegada do time entre os cinco primeiros, situação que os deixaria com uma vaga na Copa do Brasil. "É o nosso objetivo no momento. Os jogos com a Ponte e o último com o Mogi nos fazem sonhar", garante o treinador, lembrando das duas últimas vitórias, respectivamente, por 3 a 2 e 3 a 0.Mas as últimas notícias não foram animadores. As dores sentidas no pé pelo zagueiro Maranhão, se transformaram em uma fratura, que deve tirá-lo dos gramados por pelo menos duas semanas. O lateral Paulo Santos, que também tinha retorno esperado, não se recuperou a tempo e só volta na próxima rodada.Com as ausências, Davino treinou dois esquemas diferentes. O utilizado deve ser o 3-5-2, que conta com a entrada de Émerson na defesa. O volante Mário também foi testado e a formação pode mudar no decorrer do jogo. Na direita, Du retorna de suspensão e Hudson vai para o banco de reservas. "Vamos a Santos com a mesma disposição de sempre", promete o atacante Finazzi, que divide a artilharia do Paulistão, com 10 gols, ao lado de Frontini, do Marília, Robinho, do Santos, e Diego Tardelli, do são Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.