América faz protesto contra arbitragem no Estadual do Rio

A diretoria do América protestou nesta quinta-feira contra as arbitragens "tendenciosas" no Estadual do Rio. Em nota oficial, assinada pelo supervisor, Zé Carlos, ex-goleiro da seleção brasileira, o clube reclama da atuação do juiz Alex Borges Pedro e dos auxiliares Vinicius da Vitória Nascimento e Jorge Luiz Roque na derrota por 3 a 1 para o Boavista, na última quarta.?Estamos decepcionados e estupefatos, e em nome dos jogadores, da comissão técnica e de nossa torcida, gostaria de explicitar o repúdio do America Football Club à arbitragem da partida", diz Zé Carlos no documento.O América encabeça, ao lado de Flamengo e Botafogo, um movimento contra o presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj), Rubens Santos, afastado e reempossado no cargo depois de uma batalha de liminares na Justiça do Rio. Os três clubes já haviam divulgado documento acusando várias irregularidades no futebol carioca, como o desvio de verbas e também a manipulação de arbitragens.?Até quando o futebol carioca conseguirá sobreviver com arbitragens confusas e tendenciosas?", questiona Zé Carlos. "Fatos como estes só empobrecem e denigrem nosso produto, que é o Estadual.? Depois de cair nas semifinais da Taça Guanabara, eliminado pelo Madureira, o América está em quarto no Grupo B da Taça Rio, com 6 pontos em 4 jogos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.