Mourão Panda / América
Mourão Panda / América

América-MG anuncia saída do técnico Marquinhos Santos após sequência de tropeços

Série de jogos sem vitórias leva a diretoria do clube mineiro a optar pela demissão do treinador; sob seu comando, time se classificou para a fase de grupos da Copa Libertadores da América

Redação, Estadão Conteúdo

11 de abril de 2022 | 11h43

Cinco jogos sem vitórias, com quatro derrotas, foram cruciais para a diretoria do América-MG optar pela dispensa do técnico Marquinhos Santos, segundo treinador demitido em apenas uma rodada do Brasileirão. A decisão veio após reunião já no começo de segunda-feira, ainda em Florianópolis, onde o time perdeu para o Avaí, por 1 a 0.

"Após reunião realizada na noite deste domingo, a diretoria do América e o técnico Marquinhos Santos chegaram à conclusão de dar fim ao ciclo de trabalho no Clube. O comandante chegou a realizar a entrevista coletiva após o revés para o Avaí no Estádio da Ressacada, mas, ao chegar ao hotel, comissão técnica e diretoria se reuniram e decidiram antecipar o fim do contrato, que seria findado em maio de 2022", informou o América.

Além do treinador, seu auxiliar, Edison Borges, também deixa o clube. A mudança veio com o medo dos dirigentes em lutar contra o rebaixamento no Brasileirão após bela campanha na temporada passada, com o time se garantindo para a Libertadores em ano de vice mineiro contra o forte Atlético-MG.

Marquinhos Santos começou 2022 distante dos bons resultados do ano passado. A história mudou muito, o time não se garantiu nas semifinais do estadual, perdeu o troféu Inconfidência Mineira para o Tombense e largou com derrotas na fase de grupos da Libertadores (Independiente Del Valle, no Independência) e do Brasileirão. Após 31 partidas no comando, com 12 vitórias, oito empates e 11 derrotas, o treinador deixa Belo Horizonte.

"O América Futebol Clube agradece por todo o grande trabalho prestado pelo profissional e seu auxiliar Edison Borges, que fizeram história no América com a melhor colocação da Série A em todas as edições e a presença inédita na Libertadores 2022. Neste ano, o treinador conseguiu, ainda, levar o time à fase de grupos da competição continental com duas classificações históricas na Pré-Libertadores", agradeceu a diretoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.